Pinterest

Advertise

Notícias do RN

Um vídeo que está circulando pelas redes sociais deixa uma pergunta em tom de discussão política. Nas imagens uma criança dança e profere palavras atribuídas ao crime e nos comentários os usuários das plataformas digitais do Facebook dizem que "esse seria o futuro caso o candidato do PSL ganhasse a eleição". Na verdade ao momento em que vemos o vídeo, devido ao recorrente apelo pela diminuição da maioridade penal inferimos justamente o contrário que seria uma crítica ao governo PT e tendo como Bolsonaro a "esperança" do país. Enfim. tirem suas próprias conclusões e comentem. 




Resultado de imagem para psl bolsonaro
Imagem: Meom
A bancada do PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro, seria maior se não estivesse em vigor a regra que exige uma votação mínima para eleição de deputado federal. Segundo levantamento publicado no portal da Câmara dos Deputados, a cláusula de desempenho individual barrou oito candidatos a deputado federal, sendo sete do PSL e um do Novo.

A regra, que passou a vigorar nestas eleições, foi aprovada há três anos na minirreforma eleitoral. Conforme a cláusula de barreira, para ser eleito, um candidato a deputado federal, estadual ou distrital precisa atingir no mínimo 10% do coeficiente eleitoral – divisão do total de votos válidos pelo número de vagas de cada unidade da federação no Legislativo federal, estadual ou distrital. Esse é o mínimo de votos que um partido precisa conquistar para eleger um deputado federal, estadual ou distrital.

Segundo o analista político Antônio Augusto de Queiroz, diretor do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), a cláusula de barreira estabelece um mínimo de representatividade para que o deputado possa exercer o mandato. “É uma regra positiva, pois muitos parlamentares se aproveitavam dos puxadores de votos e assumiam o mandato sem uma votação minimamente razoável. Isso causava um desconforto para os que tinham votação expressiva, mas ficavam de fora”, disse.

Os partidos costumam escolher candidatos bons de votos para eleger maiores bancadas. Nas eleições de 2002, por exemplo, o ex-deputado Enéas Carneiro (morto em 2007) conquistou mais de 1,5 milhão de votos e levou para a Câmara mais cinco candidatos da sua aliança, entre eles Vanderlei Assis, que teve 275 votos.

Sem a cláusula de desempenho individual, o Novo chegaria a nove deputados, e o PSL passaria de 52 para 59. Foram barrados pela regra sete candidatos a deputado federal do PSL, em São Paulo, e um do Novo, do Rio Grande do Sul.

Edição: Fábio Massalli
Agência Brasil


source http://www.diariopotiguar.com.br/2018/10/bancada-do-partido-de-bolsonaro-psl.html
Resultado de imagem para votação faltosos
Imagem: A Crítica 
O eleitor que não votou nem justificou sua ausência no último domingo (07/10) já pode regularizar a sua situação junto à Justiça Eleitoral e, para isso, pode usar a internet. Eleitores de todo o Brasil e do exterior podem fazer a justificativa eleitoral por meio do Sistema Justifica, uma ferramenta on-line desenvolvida para dar comodidade ao eleitor nessa situação. 

A justifica deve ser apresentada no prazo de até 60 dias, contados da realização de cada turno da eleição, ou ainda em até 30 dias, a partir do retorno do eleitor ao país.

Ao acessar o Sistema Justifica nas páginas de internet do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), o eleitor deve preencher seus dados pessoais, declarar o motivo da ausência às urnas e anexar documentação comprobatória digitalizada.

A justificativa será então encaminhado à zona eleitoral a que pertence o eleitor para exame pelo juiz competente. Concluído o requerimento, será gerado um código de protocolo para acompanhamento da justificativa. O acolhimento das alegações apresentadas ficará a critério do juiz eleitoral e o eleitor será notificado da decisão. Caso a justificativa seja acolhida, será feito o registro no histórico do cadastro eleitoral.

Cartório eleitoral 

O eleitor pode justificar a ausência às eleições tantas vezes quantas forem necessárias.Outra opção para fazê-lo é preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral (pós-eleição) disponível na internet e entregá-lo em qualquer cartório eleitoral ou enviá-lo, pelos Correios, ao juiz da sua zona eleitoral. 

O prazo é o mesmo para a justificativa pela internet: até 60 dias após cada turno da votação, acompanhado da documentação que comprove a impossibilidade de comparecimento ao pleito e de um documento de identificação com foto.

Prazos 

Os prazos para apresentar a justificativa após a realização do pleito se encerra em 6 de dezembro de 2018, com relação ao primeiro turno; e em 27 de dezembro de 2018, quanto ao segundo turno.

A justificativa é válida somente para o turno ao qual o eleitor não compareceu por estar fora de seu domicílio eleitoral. Assim, se ele deixou de votar no primeiro e no segundo turno da eleição, terá de justificar a ausência quanto a cada um separadamente, obedecendo aos mesmos requisitos e prazos de cada turno.

No exterior 

O eleitor inscrito no país que esteja no exterior no dia do pleito e queira justificar a ausência antes do retorno ao Brasil deverá fazer o pedido pelo Sistema Justifica ou poderá encaminhar o Requerimento de Justificativa Eleitoral (pós-eleição) ao juiz da zona eleitoral onde for inscrito, nos prazos estabelecidos ou no período de 30 dias contados da data do retorno ao Brasil.

O eleitor inscrito em zona eleitoral do exterior (Zona ZZ) ou com domicílio eleitoral no Distrito Federal não necessita justificar eventual ausência às urnas em eleição municipal. Eleitores inscritos nas Zonas ZZ também podem justificar a ausência por meio do Sistema Justifica. Outra opção é encaminhar o Requerimento de Justificativa Eleitoral ao Brasil por meio das missões diplomáticas.

Endereços dos cartórios eleitorais 

O endereço dos cartórios eleitorais pode ser obtido aqui. Por fim, todo cidadão deve estar atento a eventual revisão do eleitorado no município onde for inscrito, já que o não atendimento à convocação da Justiça Eleitoral pode levar ao cancelamento do seu título eleitoral. Os eleitores com inscrição cancelada devem justificar a ausência para não ficarem em débito com a Justiça Eleitoral.

G1


Imagem: Reprodução INTERTV

Mário Trindade, de 20 anos, e Neffy Laudson, de 21 anos, morreram no salão — Foto: Arquivo pessoal

Um cabeleireiro e um amigo dele foram mortos e uma terceira pessoa ferida a tiros dentro de um salão de beleza no conjunto Nova Natal, no bairro Lagoa Azul, na Zona Norte de Natal, na noite desta quarta-feira (10). Ninguém foi preso.

Segundo a Polícia Militar, os três estavam dentro do estabelecimento, que fica na Avenida da Chegança, quando dois criminosos chegaram em uma moto e, ainda do lado de fora do salão, começaram a disparar. Os criminosos fugiram.

Moradores que estavam na rua e viram a cena chamaram a ambulância. Um dos jovens morreu no local e o outro dentro da ambulância. Já o ferido, foi levado para o Hospital Santa Catarina e ainda não se tem informações sobre o estado de saúde dele.

Os jovens que morreram foram identificados como Mário Trindade, de 20 anos, e Neffy Laudson, de 21, que era cabeleireiro e trabalhava no local.

O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

Com informações do G1


O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann; a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e a advogada-geral da União, Grace Mendonça, visitaram na tarde de hoje (7) o Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), onde as ações de segurança pública de vários órgãos são monitoradas, como parte da Operação Eleições 2018. Os três destacaram a tranquilidade das eleições.

Participam do centro forças policiais e de segurança pública estaduais e do Distrito Federal, além da Polícia Federal (PF), Forças Armadas, Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Entre o início das operações, no dia 4, e às 15 horas de hoje já foram registradas 1.183 ocorrências relativas a crimes eleitorais, o que resultou em 260 prisões. Ainda assim, Jungmann, Dodge e Mendonça foram unânimes em classificar o dia de hoje como tranquilo.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, alertou para a importância de combater as fake news - Valter Campanato/Agência Brasil

“Estamos assistindo a um processo absolutamente seguro”, disse Jungmann ao apresentar à procuradora-geral e à advogada-geral o sistema integrado que permite o monitoramento em tempo real, a partir de Brasília, das ações deflagradas pelas forças seguranças em todo o país. “Esta integração entre os órgãos e instituições é muito importante. Nossa democracia vai muitíssimo bem”, acrescentou Grace Mendonça, lembrando que 300 advogados públicos estão de plantão durante as eleições gerais a fim de, se necessário, atuar de forma mais célere no caso de ações.

Raquel Dodge também destacou que “as instituições estão funcionando e as eleições estão transcorrendo normalmente” para, em seguida, destacar a importância do combate à disseminação de informações falsas, as chamadas fake news, pelas redes sociais. “Qualquer autoridade pública que observar que isso está acontecendo em alguma parte do país pode registrar e dar início à ação contra a falsidade com o propósito de influir na vontade do eleitor”, disse a procuradora-geral. “Este é um crime com o qual não estamos acostumados a lidar e não podemos ficar na dependência de que apenas os cidadãos o denunciem à delegacia. Isso faz parte da nossa tarefa de garantir segurança. Não podemos deixar que isso cresça como uma bola de neve”.

Concordando com Dodge, o ministro Raul Jungmann pediu aos responsáveis estaduais que atuem para coibir e, se possível, identificar os responsáveis por veicular informações falsas, como a de que pessoas armadas estariam coagindo eleitores em locais de votação.

Por Alex Rodrigues - Agência Brasil
Edição: Fernando Fraga



A Polícia Federal em parceria com a Força-Tarefa Previdenciária deflagrou na manhã de hoje (21/09), a Operação Vínculos Fantasmas visando desarticular ação criminosa que consistia na inserção de dados trabalhistas fictícios registrados através da Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (GFIP), com a finalidade de obter benefícios previdenciários, na sua maioria, por "incapacidade". 

Ao todo, 12 policiais federais cumprem em endereços residenciais na cidade de Natal, 3 mandados judiciais de busca e apreensão expedidos pela 2ª. Vara da Justiça Federal/RN. 

A investigação, que começou em 2014 com a instauração do Inquérito Policial, apurou que a fraude se iniciava a partir da criação de vínculos empregatícios falsos e extemporâneos para que pessoas físicas diversas adquirissem a condição de seguradas do Regime Geral da Previdência Social ou mesmo incremento no tempo de contribuição, possibilitando, assim, o requerimento e concessão do benefício de maneira irregular. 

As diligências comprovaram, também que, em apenas seis desses benefícios fraudulentos obtidos pelos suspeitos, o prejuízo causado à Previdência Social alcançou o valor de R$ 1,7 milhão. 

Com a deflagração dessa Operação e a continuidade das investigações, a PF acredita que outras concessões irregulares do esquema criminoso venham a ser identificadas. 


Imagem relacionada
Imagem: Divulgação

O adolescente apreendido após o assalto que resultou na morte do jovem Benes Júnior, de 16 anos, em agosto, foi posto em liberdade assistida nesta quarta-feira, 12. A Justiça acatou entendimento do Ministério Público, que indicou que o adolescente havia participado apenas do roubo, mas não da morte de Benes, ou da de Mateus da Silva Régis, de 17 anos, membro do grupo criminoso que acabou morto na troca de tiros com a polícia.

Após deixar a unidade socioeducativa em que estava, o adolescente foi posto em liberdade assistida e deverá prestar serviços à comunidade por seis meses, participando de palestras, cursos e, caso não volte a infringir a lei neste período, conseguirá sua liberdade definitiva de volta.

O processo que investiga o caso da morte de Benes Jr., filho de Benes Leocádio (ex-prefeito do município de Lajes), corre em segredo de Justiça. A Polícia Civil segue sem divulgar informações sobre a apuração.

Caso

O filho do ex-prefeito do município de Lajes, Benes Leocádio, morreu após ser baleado durante um sequestro relâmpago no dia 15 de agosto, em Natal. Ele foi rendido por dois bandidos no bairro Tirol, nas proximidades da Praça Augusto Leite.

Após o sequestro, os bandidos seguiram em um veículo em direção à zona Norte. Na avenida Moêma Tinoco, os bandidos foram interceptados por uma viatura de quatro policiais do 4º Batalhão da PM que já estavam a par do crime.

Durante a troca de tiros, o filho de Benes Leocádio foi alvejado e levado às pressas para a UPA de Pajuçara, mas não resistiu ao ferimento. Ainda no tiroteio, um dos bandidos também morreu no local, o segundo foi apreendido (sob afirmação de que tinha 16 anos) e levado à Central de Flagrantes. Um revólver calibre .58 foi apreendido com os bandidos.

Com informações do Nova Cruz Oficial



A ocorrência foi registrada na madrugada de hoje, 11 de setembro, no Sítio Livramento, próximo a base da Petrobras, as margens da RN 117, entre as cidades de Caraúbas e Governador Dix-Sept Rosado, onde o agricultor conhecido apenas como "Joaquim" morava com a Família.

Quando a Policia Militar chegou ao local a casa ainda estava em Chamas, mas não encontrou ninguém da Família do agricultor. Uma pessoa da comunidade informou a policia que vários criminosos chegaram de carro e invadiram a residência e retiraram todos pra fora da casa. Eles mandaram as mulheres saírem de perto e depois que mataram " Joaquim", obrigaram os homens da família, tocarem fogo na casa com o corpo do agricultor dentro.

O que restou do corpo da vítima foi localizado na área da casa ao lado de uma Motocicleta, completamente carbonizados.

A policia ainda não sabe o que teria acontecido para uma morte com tamanha brutalidade e aguarda a presença da família para identificar o agricultor e colher as primeiras informações sobre o crime.

ICÉM CARAÚBAS


source http://www.diariopotiguar.com.br/2018/09/bandidos-matam-agricultor-e-obrigam.html
Natal ganha este mês um novo espaço de alimentação saudável

Ainda este mês, Natal vai ganhar um novo espaço healthy que promete surpreender e agradar em cheio os amantes de uma alimentação saudável. O espaço trará para a capital potiguar uma nova proposta com a venda de produtos naturais e novidades como padaria sem glúten com pães frescos assados no local, lanchonetes com opções de almoço fit, hortifrúti de produtos naturais e orgânicos, setor de suplementos, cervejas e vinhos especiais, roupas fitness e muito mais. Tudo em um só local.


Um acidente de trânsito ocorrido ontem, 02 de setembro de 2018, na Br 110, tirou a vida do operador de máquinas Alex Marcio de Oliveira de 37 anos de idade que residia na Rua Augusto Pinheiro no centro da cidade de Upanema.

O acidente aconteceu entre as cidades de Campo Grande e Upanema na região Oeste do Rio Grande do Norte e segundo informações, a vítima trafegava em um caminhão pipa pela rodovia quando caiu em um buraco, na pista, estourou um dos pneus, desgovernou-se e acabou capotando.

O motorista Alex Márcio ainda chegou a ser socorrido para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, masw não resistiu. O corpo foi examinado no Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) e liberado para sepultamento que ocorrerá nesta segunda feira (03) em Campo Grande

A BR 110 no trecho compreendido entre Upanema e Campo Grande está necessitando de uma atenção por parte do DNIT, pois a rodovia está esburaca, levando perigo constante aos condutores de veículos que trafegam naquela região.

FIM DA LINHA


Arquivo de Notícias