Pinterest

Advertise

Notícias do RN


A Polícia Federal em parceria com a Força-Tarefa Previdenciária deflagrou na manhã de hoje (21/09), a Operação Vínculos Fantasmas visando desarticular ação criminosa que consistia na inserção de dados trabalhistas fictícios registrados através da Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (GFIP), com a finalidade de obter benefícios previdenciários, na sua maioria, por "incapacidade". 

Ao todo, 12 policiais federais cumprem em endereços residenciais na cidade de Natal, 3 mandados judiciais de busca e apreensão expedidos pela 2ª. Vara da Justiça Federal/RN. 

A investigação, que começou em 2014 com a instauração do Inquérito Policial, apurou que a fraude se iniciava a partir da criação de vínculos empregatícios falsos e extemporâneos para que pessoas físicas diversas adquirissem a condição de seguradas do Regime Geral da Previdência Social ou mesmo incremento no tempo de contribuição, possibilitando, assim, o requerimento e concessão do benefício de maneira irregular. 

As diligências comprovaram, também que, em apenas seis desses benefícios fraudulentos obtidos pelos suspeitos, o prejuízo causado à Previdência Social alcançou o valor de R$ 1,7 milhão. 

Com a deflagração dessa Operação e a continuidade das investigações, a PF acredita que outras concessões irregulares do esquema criminoso venham a ser identificadas. 


Imagem relacionada
Imagem: Divulgação

O adolescente apreendido após o assalto que resultou na morte do jovem Benes Júnior, de 16 anos, em agosto, foi posto em liberdade assistida nesta quarta-feira, 12. A Justiça acatou entendimento do Ministério Público, que indicou que o adolescente havia participado apenas do roubo, mas não da morte de Benes, ou da de Mateus da Silva Régis, de 17 anos, membro do grupo criminoso que acabou morto na troca de tiros com a polícia.

Após deixar a unidade socioeducativa em que estava, o adolescente foi posto em liberdade assistida e deverá prestar serviços à comunidade por seis meses, participando de palestras, cursos e, caso não volte a infringir a lei neste período, conseguirá sua liberdade definitiva de volta.

O processo que investiga o caso da morte de Benes Jr., filho de Benes Leocádio (ex-prefeito do município de Lajes), corre em segredo de Justiça. A Polícia Civil segue sem divulgar informações sobre a apuração.

Caso

O filho do ex-prefeito do município de Lajes, Benes Leocádio, morreu após ser baleado durante um sequestro relâmpago no dia 15 de agosto, em Natal. Ele foi rendido por dois bandidos no bairro Tirol, nas proximidades da Praça Augusto Leite.

Após o sequestro, os bandidos seguiram em um veículo em direção à zona Norte. Na avenida Moêma Tinoco, os bandidos foram interceptados por uma viatura de quatro policiais do 4º Batalhão da PM que já estavam a par do crime.

Durante a troca de tiros, o filho de Benes Leocádio foi alvejado e levado às pressas para a UPA de Pajuçara, mas não resistiu ao ferimento. Ainda no tiroteio, um dos bandidos também morreu no local, o segundo foi apreendido (sob afirmação de que tinha 16 anos) e levado à Central de Flagrantes. Um revólver calibre .58 foi apreendido com os bandidos.

Com informações do Nova Cruz Oficial



A ocorrência foi registrada na madrugada de hoje, 11 de setembro, no Sítio Livramento, próximo a base da Petrobras, as margens da RN 117, entre as cidades de Caraúbas e Governador Dix-Sept Rosado, onde o agricultor conhecido apenas como "Joaquim" morava com a Família.

Quando a Policia Militar chegou ao local a casa ainda estava em Chamas, mas não encontrou ninguém da Família do agricultor. Uma pessoa da comunidade informou a policia que vários criminosos chegaram de carro e invadiram a residência e retiraram todos pra fora da casa. Eles mandaram as mulheres saírem de perto e depois que mataram " Joaquim", obrigaram os homens da família, tocarem fogo na casa com o corpo do agricultor dentro.

O que restou do corpo da vítima foi localizado na área da casa ao lado de uma Motocicleta, completamente carbonizados.

A policia ainda não sabe o que teria acontecido para uma morte com tamanha brutalidade e aguarda a presença da família para identificar o agricultor e colher as primeiras informações sobre o crime.

ICÉM CARAÚBAS


source http://www.diariopotiguar.com.br/2018/09/bandidos-matam-agricultor-e-obrigam.html
Natal ganha este mês um novo espaço de alimentação saudável

Ainda este mês, Natal vai ganhar um novo espaço healthy que promete surpreender e agradar em cheio os amantes de uma alimentação saudável. O espaço trará para a capital potiguar uma nova proposta com a venda de produtos naturais e novidades como padaria sem glúten com pães frescos assados no local, lanchonetes com opções de almoço fit, hortifrúti de produtos naturais e orgânicos, setor de suplementos, cervejas e vinhos especiais, roupas fitness e muito mais. Tudo em um só local.


Um acidente de trânsito ocorrido ontem, 02 de setembro de 2018, na Br 110, tirou a vida do operador de máquinas Alex Marcio de Oliveira de 37 anos de idade que residia na Rua Augusto Pinheiro no centro da cidade de Upanema.

O acidente aconteceu entre as cidades de Campo Grande e Upanema na região Oeste do Rio Grande do Norte e segundo informações, a vítima trafegava em um caminhão pipa pela rodovia quando caiu em um buraco, na pista, estourou um dos pneus, desgovernou-se e acabou capotando.

O motorista Alex Márcio ainda chegou a ser socorrido para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, masw não resistiu. O corpo foi examinado no Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) e liberado para sepultamento que ocorrerá nesta segunda feira (03) em Campo Grande

A BR 110 no trecho compreendido entre Upanema e Campo Grande está necessitando de uma atenção por parte do DNIT, pois a rodovia está esburaca, levando perigo constante aos condutores de veículos que trafegam naquela região.

FIM DA LINHA


A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) identificou - baseada na estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada esta semana - que em 308 cidades do Brasil o número de eleitores é maior que o de habitantes. Metade dos municípios onde ocorre a inversão está em Minas Gerais, no Rio Grande do Sul e em Goiás e todos são de pequeno porte.

Em todo o país estão aptos para votar 146,8 milhões de eleitores, o que corresponde a 70,4% da população brasileira, de 208,5 milhões. Os menores colégios eleitorais do país estão em cidades com menos ou pouco mais de mil habitantes. 

Eleitores - Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil

O município com menor número de eleitores é também o menor do país em habitantes: Serra da Saudade (MG), com 941 para 786 habitantes.

De acordo com a pesquisa da CNM, a maior diferença entre o eleitorado e a população residente ocorre em Canaã dos Carajás (Pará). A cidade tem 3.805 eleitores a mais que habitantes. Em Severino Melo (RN), Cumaru (PE) e Maetinga (BA), a disparidade entre eleitores e residentes também é maior do que 3,2 mil.

Números

Em relação aos municípios que têm menos eleitores entre os habitantes, Balbinos (SP) é o primeira do ranking, com 5.532 habitantes e eleitorado de apenas 1.488. Em seguida, a proporção de eleitores em relação ao número de habitantes abaixo de 30% ocorre em cidades do interior do Pará: Água Azul do Norte, São Félix do Xingu e Ulianópolis.

As capitais representam os maiores colégios eleitorais. Em números absolutos, São Paulo lidera a lista com 9 milhões de eleitores, o que representa cerca de 6% do total brasileiro. Em seguida, vêm o Rio de Janeiro, com 4,8 milhões de eleitores (3,3,e Brasília, com cerca de 2 milhões de eleitores (1,42%).

Análise

O levantamento da confederação, baseado nos registros do TSE, ressalta que as diferenças ocorrem pela distinção entre os domicílios eleitoral e civil, o que permite que o eleitor more um uma cidade e vote em outra.

A concentração de eleitores em locais com maior atividade econômica e migração constante de grupos populacionais, como ciganos e assentados, também contribui para a diferença, segundo a CNM.

“Morar numa cidade e votar na outra é possível, não é fraude. Não tem má-fé aí. São várias situações. São todos municípios de pequeno porte”, afirmou o presidente da confederação, Glademir Aroldi.

Ele disse que há situações em que os jovens saem para estudar em outras cidades, mas mantêm o domicílio eleitoral no município de origem. “Há muitas cidades litorâneas onde a pessoa acaba adquirindo imóvel, mas reside e trabalha em outra, e com o tempo transferiu o título pra lá também”, observou.

Queixas

Outro motivo apontado por Aroldi é o fato de que o número real de habitantes de algumas cidades pode estar subestimado. O próximo censo do IBGE está previsto para ser feito em 2020, e a estimativa mais recente do instituto foi baseada no censo anterior, de 2010.

“Há reclamações de prefeitos de que o censo do IBGE não foi feito [em algumas dessas cidades]. A população pode estar subestimada, muitos municípios alegam isso. O município diminuiu no último censo feito pelo IBGE, mas a população pode não ter diminuído ou ter aumentado alguma coisa”, reagiu Aroldi.

Para a CNM, equívocos como esses têm impactos para a população e o município. “Isso traz prejuízos enormes para o município porque os programas e recursos do governo federal são distribuídos de acordo com o número de habitantes”, disse Aroldi.

*Matéria alterada às 11h04 de hoje (31) para atualização de informação no primeiro parágrafo. A identificação foi feita pela CNM, baseada na estimativa populacional do IBGE divulgada esta semana.

Agência Brasil | Edição: Graça Adjuto


Fotos: Elpídio Júnior

Na noite desta terça-feira (28), a Câmara Municipal de Natal realizou uma sessão solene em homenagem ao Dia do Soldado, comemorado no dia 25 de agosto, com a entrega de distinções aos integrantes da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, sediada na capital potiguar. A solenidade foi proposta pelo vereador Klaus Araújo (Solidariedade) e contou com a participação de autoridades municipais, parlamentares, familiares dos homenageados e comunidade em geral.

"A nação brasileira, por meio da sua Constituição, delega às Forças Armadas a missão de defendê-la e de garantir o pleno funcionamento dos poderes constitucionais, e, por iniciativa de qualquer um deles, a lei e a ordem. Sem dúvida, o Exército Brasileiro, bem como as demais Armas, encontram-se diuturnamente preparados para cumprir esta missão", destacou o vereador Klaus Araújo.

O comandante da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada (sediada em Natal), General Sydrião, agradeceu a homenagem do Legislativo natalense. "Os militares são pessoas que representam todas as classes sociais, que se formam para os interesses de nossa pátria", disse o general, lembrando das participações nos momentos de comoção e nas calamidades em todas as regiões do país. "Estamos sempre prontos para o trabalho, junto aos demais cidadãos", completou.

Representando a Aeronáutica, o Major Eduardo Maia Arantes ressaltou em suas palavras o trabalho dos soldados em prol da segurança nacional e do desenvolvimento. "A carreira não exige horas de trabalho da lei, mas todas as horas da vida, impondo também os destinos. Trata-se, mesmo, de uma missão. O soldado deve estar sempre pronto para servir o país".

Por sua vez, o Capitão de Corveta, médico Ivan Aguiar, disse que as Forças Armadas são responsáveis por garantir a soberania do Brasil. Segundo ele, a Marinha tem o papel de proteger e monitorar as águas jurisdicionais brasileiras. "Em nome de todos que fazem a Marinha do Brasil, quero agradecer todas as manifestações de carinho e apreço deste parlamento que representa o povo de Natal", concluiu.

História

Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, nasceu em 25 agosto de 1803, na fazenda de São Paulo, no Taquaru, Vila de Porto da Estrela, na Capitania do Rio de Janeiro quando o Brasil era vice Reino de Portugal. Hoje, é o local do Parque Histórico Duque de Caxias, no município de Duque de Caxias, no estado do Rio de Janeiro.

Pouco se sabe da infância de Caxias. Sabe-se que estudou no convento São Joaquim, onde hoje se localiza o Colégio D. Pedro II. Em 1818, aos quinze anos de idade, matriculou-se na Academia Real Militar, promovido a Tenente, em 1821, para servir no 1º Batalhão de Fuzileiros, unidade de elite do Exército do Rei. Em 1837, já promovido a Tenente Coronel, Caxias é escolhido para pacificar a Província do Maranhão, onde havia iniciado o movimento da Balaiada. Em 18 de julho de 1841, em atenção aos serviços prestados na pacificação do Maranhão, foi-lhe conferido o título nobiliárquico de Barão de Caxias.

Caxias ainda participaria de fatos marcantes da história do Brasil, como a "Questão Religiosa", o afastamento de D. Pedro II e a Regência da Princesa Isabel. Já com idade avançada, Caxias resolve retirar-se para sua terra natal, a Província do Rio de Janeiro, na Fazenda Santa Mônica, na estação ferroviária do "Desengano", hoje Juparaná, próximo à Vassouras. Morreu em 7 de maio de 1880, às 20 horas e 30 minutos.

Em 25 de agosto de 1923 ,a data de seu aniversario natalício passou a ser considerada como o Dia do Soldado do Exército Brasileiro, instituição que o forjou e de cujo seio emergiu como um dos maiores brasileiros de todos os tempos. Ele prestou ao Brasil mais de 60 anos de excepcionais e relevantes serviços como político e administrador público de contingência e como soldado de vocação e de tradição familiar, a serviço da unidade, da paz social, da integridade e da soberania do Brasil Império.

O Decreto do Governo Federal de 13 de março de 1962 imortalizou nome do invicto Duque de Caxias como o Patrono do Exército Brasileiro.

Por: Junior Martins


Rápida: 

COMPANHIA DOCAS DO RIO GRANDE DO NORTE - CODERN

Nota de Esclarecimento

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) esclarece que a apreensão de mercadoria ocorrida em Areia Branca pela Polícia Civil não foi no Porto-Ilha, nem nas dependências da Companhia e não tem nenhuma relação conosco.






Defensoria Pública realizará atendimento jurídico neste sábado (1º) em Parnamirim

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte irá oferecer atendimento jurídico durante a próximo edição do projeto Nossa Comunidade. O evento acontecerá neste sábado (1º), das 8h às 12h, na Escola Municipal Jacira Medeiros, no Loteamento Santa Julia, em Parnamirim.

Durante a ação, serão oferecidas orientações e conciliações para casos de divórcio, pensão alimentícia e reconhecimento de paternidade. O atendimento faz parte de uma série de serviços de cidadania oferecidos durante o projeto Nossa Comunidade, realizado pela Promotoria de Justiça de Parnamirim.

PROJETO

O "Nossa Comunidade" é um conjunto de eixos de atuação que busca estimular a atuação da sociedade organizada na resolução de problemas diretamente relacionados à cidadania, com vistas a promover o empoderamento social. O objetivo é incentivar a participação direta da sociedade na promoção dos direitos da cidadania na comunidade, com uma atuação cada vez mais resolutiva por parte do Ministério Público.



O deputado federal Rafael Motta, candidato à reeleição pelo PSB, visitou na tarde desta terça-feira, 28, o Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol), em Natal, para acompanhar a utilização de emendas destinadas por ele para a área de oncologia da unidade. Ao todo, Rafael Motta destinou R$ 605 mil para o Hospital, sendo o parlamentar da atual legislatura que mais enviou recursos para o Huol. 

"É muito importante ver que as emendas que destinamos para o Hospital Onofre Lopes estão sendo bem empregadas na área de oncologia e ajudando na compra de equipamentos utilizados no tratamento contra o câncer de milhares de pessoas em Natal e no interior do Estado", afirmou Rafael Motta, que foi recebido na unidade pelo chefe da hematologia e oncologia do Onofre Lopes, Élio Barreto, e pela médica Juliana Rêgo, além do vereador de Assu, Xavier Enfermeiro. 

Com os recursos destinados por Rafael Motta, o Huol tem conseguido ampliar a sua unidade de oncologia, que realiza mais de 10 mil consultas e 450 cirurgias e procedimentos nessa área por ano, além de ofertar um tratamento quimioterápico para 200 pacientes por mês. Vale lembrar que, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Rio Grande do Norte tem 5.590 novos casos de câncer por ano, sendo 1.640 novos casos apenas em Natal.


Arquivo de Notícias