Top Ad 728x90

31 de maio de 2019

Foragido da Justiça que foi baleado por popular tentando assaltaoa

O foragido de Justiça Jalyson Lira de Oliveira, natural de Patu-RN, morreu no início da noite desta quinta feira 30 de maio de 2019, dentro do HRTM. Jalyson não resistiu aos ferimentos provocados por tiros de arma de fogo, quando o mesmo teria chegado por volta das 13:00hs no Vuco Vuco juntamente com outra pessoa, ele estava armado e teria tentado praticar um assalto, quando um popular prontamente reagiu baleando o mesmo. (RELEMBRE)

Na ocasião, seu comparsa fugiu em um carro vermelho. Ele foi socorrido por policiais da Força Tática para o HRTM, e com ele os policiais encontraram um revólver calibre 32 municiado, com numeração raspada. A arma foi apresentada ao Dr. Valtair Camilo titular da 2DP de Polícia Civil, no bairro Nova Betânia. Alyson entra pra estatística de morte violenta na cidade de Mossoró.

Passando na Hora


30 de maio de 2019

Senadora aprova audiência para discutir preços da gasolina

Resultado de imagem para discutir preços da gasolina agencia brasil

A senadora Zenaide Maia votou e aprovou na Comissão de Desenvolvimento Regional, esta semana, a realização de duas audiências públicas de importância estratégica para o País e para o Nordeste. A primeira, subscrita pelo senador Izalcí Lucas (PSDB-DF) e pela senadora potiguar, discutirá a política de preços dos combustíveis pela Petrobrás, as consequências para o refino e a infraestrutura logística e o impacto para os consumidores. 

A outra audiência, requerida pelo senador Jacques Wagner (PT-BA), com total apoio da senadora potiguar, debaterá os aspectos legais, fiscais, financeiros, e logísticos que justificaram a transferência de controle acionário da TAG Transportadora Associada de Gás, da Petrobrás, de forte autuação no Nordeste.


28 de maio de 2019

Garoto que estudava sob o poste de luz finalmente terá uma casa digna para morar.

Dois mil dólares foram doados a mãe para que ela iniciasse um negócio e também pudesse acomodar melhor o filho.

Desde que se tornou conhecida a história de uma criança que estava fazendo o seu melhor para estudar sem luz em sua casa em Moche, no Peru, as coisas mudaram para o pequeno Victor Martin Angulo Córdova, de 12 anos.

O menino estudava na rua, sob um poste de luz, porque sua família não tinha meios suficientes para pagar as contas de luz. Agora, um empresário árabe está ajudando para que o menino realize seu sonho de estudar.

O empresário que o ajudou é Yaqoob Yusuf Ahmed Mubarak, de 31 anos, que ao ouvir falar sobre sua história, viajou para o distrito de Moche para atender ao estudante. Lá, ele se ofereceu para implementar uma sala de informática na escola Ramiro Ñique, que o menino frequenta, lhe deu US $ 2 mil para que sua mãe abrisse um negócio e também se ofereceu para construir uma casa mais confortável para ele e sua família.

A viagem, na verdade, era apenas para conhecer o menino e depois continuar sua viagem para Cusco e visitar Machu Picchu, mas assim que ele entrou em sua casa e viu suas necessidades, ele se sentiu responsável por ajudá-lo.

A nova casa de Victor está em construção, então o empresário prometeu voltar em dezembro para ver como ele estava e compartilhar um almoço com sua família, que é para o garoto, sua maior inspiração; Graças à mãe, o menino aprendeu o gosto pelos estudos e fez um esforço para atingir seus objetivos.

Após sua visita, o empresário foi recebido pelo prefeito Arturo Fernández , que nomeou o árabe como “Convidado Ilustre” do distrito.

Aplausos pelo seu espírito exemplar de solidariedade!

Do original de UPSOCL
CONTI OUTRA


Natal: LDO 2020 é aprovada na Comissão de Justiça


A Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final aprovou, em reunião nesta segunda-feira (27), o projeto da Lei das Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020. A proposta do Executivo Municipal orienta a elaboração dos orçamentos fiscais, seguridade social e de investimentos que devem estar especificados no Orçamento Geral do Município para o exercício do próximo ano.

"A LDO segue agora para a comissão de Finanças. Não houve modificação do ponto de vista jurídico. Cumprimos com o prazo e agora o mérito será analisado e possivelmente aprimorado com emendas", disse o presidente da comissão, vereador Ney Lopes Júnior (PSD). A comissão aprovou ainda outros três projetos, manteve um veto do Executivo e rejeitou outro.

Um dos aprovados é de autoria do vereador Dinarte Torres (PMB) e altera lei que permite a nomeação de ruas, permitindo que as renomeações só ocorram com abaixo assinado de 50% dos moradores, encaminhado por meio de ofício de entidade representativa para qualquer vereador. "A proposta agiliza a tramitação dando autonomia para que qualquer vereador apresente a proposta de modificação", explica o vereador Kleber Fernandes (PDT), que relatou a matéria.

Outro projeto, da Comissão de Cultura da Casa, altera a lei Djalma Maranhão de incentivo à cultura, para que, após cinco aprovações do mesmo projeto na modalidade patrocínio, este só possa ser aprovado na modalidade investimento, reduzindo de 40% para 20% o percentual de arrecadação para o projeto começar a ser executado. Já o do vereador Raniere Barbosa (AVANTE) oportuniza às pessoas acima de 50 anos oportunidade no mercado de trabalho, com apoio do município. A Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Semtas) seria responsável pela execução do projeto e destinaria 10% das vagas em cursos de capacitação profissional para este público.

Vetos

A Comissão de Justiça rejeitou veto ao projeto do vereador Sueldo Medeiros (PHS), que insere a disciplina de robótica como atividade suplementar na rede municipal de ensino. "O veto diz que o projeto viola prerrogativa dos poderes, mas a proposta não obriga, coloca como opcional. Robótica gera conhecimento e o conhecimento básico em robótica pode ajudar a pessoa a ingressar no mercado de trabalho", defendeu o autor.

O outro veto, à emenda da vereadora Nina Souza (PDT) que altera a meta no orçamento municipal para investimento em equipamentos de atenção à pessoa com deficiência, foi mantido porque, segundo os parlamentares, gera incompatibilidade com o Plano Plurianual. Os vereadores Preto Aquino (PATRIOTA), Fúlvio (SD) e Luiz Almir (AVANTE) também participaram da reunião.

Por: Cláudio Oliveira | Foto: Marcelo Barroso


Grupo de trabalho se reúne e discute pleitos para redução de custo do GNV no RN

Grupo de trabalho se reúne e discute pleitos para redução de custo do GNV no RN

Foto: Eduardo Maia

O preço do Gás Natural Veicular foi alvo de mais uma discussão na Assembleia Legislativa. O grupo de trabalho formado pelo Legislativo e sociedade civil organizada discutiu ações para buscar a redução dos custos do GNV no Rio Grande do Norte e incentivo ao uso do combustível.

O deputado Coronel Azevedo (PSL), que foi o propositor da audiência que levantou o assunto no Legislativo, faz parte do grupo de trabalho e esteve junto na discussão desta tarde, que também contou com a presença da diretora-presidente da Potigás, Larissa Dantas, e de representantes dos postos de combustíveis, motoristas por aplicativos, táxis e demais membros do grupo de trabalho. No encontro, ficou confirmado que haverá a cobrança para regulamentação da lei 9.821/2013, que trata sobre isenção de IPVA para veículos que fizerem a conversão para o GNV.

"Vamos discutir e levar ao Estado os pontos que podemos colaborar para a redução no custo, inclusive tratar sobre a regulamentação dessa lei, que não está em vigor. Com certeza, incentivando o uso do combustível conseguiremos avanços para a redução", disse Coronel Azevedo.

Conversões

Em 2018, segundo o Detran/RN, o número de conversões de veículos para o gás natural foi 4.909. De janeiro até o dia 3 de maio deste ano, 1.031 veículos tiveram a conversão efetivada no Estado e, atualmente, aproximadamente 48 mil carros circulam no Rio Grande do Norte com o GNV.





22 de maio de 2019

Deputado pede envio com urgência do carro fumacê para São Vicente


Preocupado com os números de casos de dengue no município de São Vicente e como medida de precaução, o deputado Vivaldo Costa (PSD) encaminhou pedido solicitando, em caráter de urgência,o envio do carro fumacê e outras providências para a cidade. O requerimento foi enviado ao Secretário de Saúde, Cipriano Maia e a diretora da 4ª Regional de Saúde Pública, Cordélia Maria.

Com este pedido, Vivaldo quer garantir o combate à dengue no município de São Vicente. "Recebi este chamado do meu amigo vereador Neguinho Gabriel, informando da preocupação com relação aos focos de dengue. Desta maneira tratei logo de encaminhar solicitação pedindo a ida do carro fumacê e medidas

Vereadores aprovam projeto que beneficia educadores infantis

Fotos Elpídio Júnior

Durante a Sessão Ordinária desta terça-feira (21), os vereadores derrubaram o veto do executivo ao Projeto de Lei N° 161/2018, de autoria da vereadora Eleika Bezerra (PSL), que altera a nomenclatura do cargo de educador infantil para professor. Segundo a autora do Projeto, o objetivo é garantir direitos iguais aos profissionais da educação que atuam nessa faixa de idade na rede municipal de ensino da capital. "O que nós apresentamos aqui foi uma lei para alterar e fazer justiça aos profissionais da educação infantil. Estranhamente, o município de Natal denomina aos profissionais professores que lidam com a educação infantil, de zero aos cinco anos, de educador infantil. Qual é a nossa posição e da procuradoria da Câmara? Não se justifica a nomenclatura de educador infantil e sim de Professor, que tem todo um respaldo puxando a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Entendemos que essa foi uma forma que a administração municipal encontrou para tratar diferentemente o professor que atua nessa faixa de educação infantil, que é tão professor quanto aquele que está no ensino fundamental e médio", Eleika Bezerra.

O líder do poder executivo, vereador Kleber Fernandes (PDT), argumentou os motivos para o veto do Prefeito. Ele também explicou o que deveria ter sido feito para corrigir de maneira técnica essa alteração. "Houve um erro de técnica legislativa quando teve a apresentação de uma emenda à LDO, com vistas de extinguir a carreira de educador infantil, que está prevista numa lei complementar que estabelece o Plano de Cargos e Carreiras e Vencimentos da Educação (PCCV). Então, extinguir o cargo de educador a uma emenda à LDO, não é o caminho adequado, sob o ponto de vista legal, formal e constitucional. O que deveria ter sido feito é uma alteração na lei complementar do plano de cargos extinguindo essa função. Por essa razão a orientação da manutenção do veto, pois isso poderá causar transtornos jurídicos no futuro", afirmou Kleber.

Outros projetos

De autoria da vereadora Carla Dickson (PROS), os parlamentares aprovaram o Projeto de Lei N°133/2018, que cria o Fundo Municipal de Garantia dos Direitos das Mulheres na capital potiguar. O objetivo é arrecadar recursos financeiros para gerar políticas públicas de violência contra a mulher. "No momento em que a gente autoriza o executivo, sendo prerrogativa apenas dele criar o fundo, estamos entregando o projeto todo pronto com todos os detalhes necessários para sua sanção. Nele é explicado quem vai controlar os recursos, que é a secretaria, como os valores poderão ser angariados, entre outros tópicos que vão acabar beneficiando as mulheres da nossa cidade", Carla Dickson.

Foi acordado em consenso entre o poder executivo e o poder legislativo, a derrubada do veto ao Projeto de Lei 05/2016, de autoria do vereador Preto Aquino (PATRIOTA), que altera o nome da Unidade Básica de Saúde da Zona Oeste para Unidade Básica de Saúde Ronaldo Machado Bezerra Cavalcanti.

Por Kehrle Junior

Senadora propõe Emenda à Constituição para reduzir os juros cobrados à população




Partiu da senadora Zenaide, do PROS do Rio Grande do Norte, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 79/2019) determinando que nenhuma taxa de juros cobrada no Brasil possa exceder a três vezes a taxa básica SELIC determinada pelo Banco Central através do Comitê de Política Monetária, o COPOM, fixada atualmente em 6,5% ao ano.

As taxas cobradas por financeiras e pelos bancos não têm atualmente nenhum controle legal. Por exemplo, nas compras com cartão de crédito ou em parcelamentos na aquisição de eletrodomésticos como geladeira, fogão, aparelhos de TV ou de celular, ou mesmo nos empréstimos, os juros são estabelecidos sem qualquer tutela estatal.

"Os juros são cada vez mais extorsivos. Cobra-se até 500% ao ano, principalmente quando o cidadão mais precisa, quando atrasa algum compromisso ou quando precisa adquirir algum bem. As donas de casa, os pais de famílias são achacados muitas vezes sem nem se dar conta do que estão pagando. Compram um celular e pagam três ou quatro", ressaltou a senadora.

Zenaide destacou que mais de 62% das famílias do Brasil estão endividadas, segundo pesquisa da Confederação Nacional do Comércio. "Um absurdo inexplicável que mostra a grave distorção da nossa economia com uma transferência de renda inaceitável de quem não tem, das famílias, para quem tem muito, os bancos e as financeiras.

"Sabemos que a taxa de juros é decorrência do mercado, da economia. Não podem ser fixadas por lei em ambiente de livre mercado. Mas nossa proposta alcança o excesso, a extorsão que se vem praticando sem qualquer controle. Precisamos ter um limite, mesmo que seja de três vezes a taxa básica, mas não podemos deixar sem um teto porque isso tem arrasado a economia popular", disse Zenaide.

Ela lembrou que a Constituição de 1988 fixou em 12% ao ano o limite aos juros mas esse dispositivo foi revogado pela Emenda Constitucional 40, de 2003, deixando a necessidade de uma nova regulamentação que até agora não foi implementada. Isso abriu espaço para os elevados juros que se pratica hoje no Brasil, dada a falta de uma norma limitadora, segundo a senadora.

"Estamos propondo um parâmetro com base na taxa básica do COPOM. Tivemos esse cuidado para não interferir na economia, na oferta de crédito. Estamos propondo uma medida neutra em relação à política monetária do país. Estamos colocando uma medida justa e sustentável economicamente. Mas não podemos deixar o céu como limite para os juros, como está acontecendo hoje. Tudo na vida tem limite. Por que não os juros?", indagou a senadora potiguar.

A PEC 79 contou com a assinatura de outros 34 senadores como coautores. Emendas à Constituição não dependem de decisão do governo já que são atos promulgados pelo Congresso Nacional passando a valer desde que sejam aprovadas pela maioria dos deputados e senadores.

Veja a íntegra da PEC 79 e a justificativa para a sua aprovação aqui: bit.ly/2Ht61Cv

21 de maio de 2019

Senadora Zenaide participa de reunião com Ministro da Educação para discutir cortes nas instituições federais do RN




A senadora Zenaide Maia participou, junto com parlamentares do Rio Grande do Norte, da audiência com o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, objetivando discutir os impactos do corte de recursos nas instituições federais (UFRN, UFERSA e IFRN) e suas consequências na gestão das referidas entidades.

Após ouvir os posicionamentos dos reitores, a senadora Zenaide enalteceu a qualidade da educação das instituições, destacando que no Rio Grande do Norte funciona o fórum de reitores, onde há uma perfeita sintonia, evitando a sobreposição de ofertas de cursos entre as instituições.

Salientou também que nos quatro anos que exerceu o mandato de Deputada Federal, sempre destinou emendas para aprimorar a qualidade física e tecnológica das instituições e que sempre referendou a destinação de emendas de bancada para a UFRN, independentemente de posição partidária.

Concluiu seu posicionamento, alertando ao Ministro os prejuízos incalculáveis em caso de paralisação dos serviços essenciais, tais como pagamento de pessoal terceirizado e energia, em caso da manutenção de cortes nas despesas não obrigatórias (discricionárias).


Parnamirim:Usuários elogiam atendimento de Secretaria de Tributação


Recebemos de um usuário leitor do Notícias do RN um elogio expresso ao atendimento da Secretaria de Tributação de Parnamirim. 

Acontece que as secretarias de Parnamirim, antes muito criticadas, parece que estão passando por algumas mudanças e nessas mudanças entram também a questão do bom atendimento. O usuário do "Notícias" nos confidenciou que ao procurar resolver algumas situações naquela instituição foi muito bem atendido. Inclusive por se tratar de uma pessoa de maior idade relatou que as informações e dúvidas foram passadas de uma forma tão gentil e atenciosa que nunca tinha visto em outras oportunidades.

Eles destacam os nomes de Luciana Leal, Maria de Fátima Gomes e Luana Caetano como sendo as atendentes que, com elogio, ele menciona..

Nota do Notícias do RN: Parabéns. Aqui sempre publicamos notícias de denúncias e algumas críticas mas dessa vez é merecido elogio.  

Comissão aprova alterações na Lei Djalma Maranhão

Foto: Verônica Mâcedo

Durante Reunião Extraordinária realizada na tarde desta segunda-feira (20), a Comissão de Educação, Cultura, Desporto e Inovação Tecnológica da Câmara Municipal - aprovou um texto substitutivo de autoria do presidente da comissão, vereador Sueldo Medeiros (PHS), ao Projeto de Lei N° 286/2016, que realiza ajustes na lei de Incentivo à Cultura, Djalma Maranhão. O objetivo é reduzir de 40% para 20%, o teto de movimentação dos recursos captados por produtores culturais, empreendedores e artesãos que se beneficiam da lei. De acordo com o assessor jurídico da Fundação Capitania das Artes (FUNCARTE), Leonardo Palitot, a modificação na lei beneficia a produção cultural da cidade e atende o pleito dos artistas. "A modificação facilita o acesso dos produtores culturais aos benefícios da lei. Então vai ser possível desburocratizar, tornar mais fácil e fazer com que a captação seja melhor, distribuindo pelas zonas da cidade o acesso aos mecanismos da lei Djalma Maranhão e podendo ser utilizados de forma mais simples", ressaltou.

O presidente da Comissão, vereador Sueldo Medeiros, avaliou o encontro como positivo e ressaltou os benefícios que serão oferecidos com o projeto substitutivo. "Uma reunião extraordinária e nela tínhamos a lei de incentivo à cultura para ser votada, com um substitutivo de minha autoria, por entender que essas modificações iam beneficiar cada vez mais e dar celeridade aos empreendedores culturais obterem algumas facilidades do ponto de vista técnico junto a Secretaria de Cultura", Sueldo. "Tratamos a respeito da lei de renúncia fiscal Djalma Maranhão, na qual desburocratizamos, porque até então a captação era a partir de 40% e agora já vai poder ser feita a partir de 20% suprimindo alguns artigos, onde até então não eram possíveis, comentou o vereador Robson Carvalho (PMB), que integra a comissão.

Combate às alergias

A Comissão também deu parecer favorável ao Projeto de Lei N° 207/2018 de autoria do vereador Franklin Capistrano (PSB), que cria dentro da Semana Municipal de Apoio, Orientação e Cuidados com as alergias, mecanismos para que haja divulgação dentro das escolas da rede municipal de ensino, como forma de orientar pessoas alérgicas sobre tratamentos, sintomas e cuidados.

Por Kehrle Junior

Governo de Felipe Guerra emite nota de pesar pelo falecimento de Mairan Araújo


A prefeitura Municipal de Felipe Guerra emitiu na noite de ontem (20), nota de pesar pelo falecimento de Mairan Araújo, esposo da tabeliã Priscila Machado.

Nota de pesar-A Prefeitura Municipal de Felipe Guerra na pessoa do Prefeito Haroldo Ferreira, expressa os sinceros pesar à senhora enlutada Priscila Machado. 

Não há dor maior do que ter que dizer adeus aos que amamos. Nem há saudade tão eterna como aquela que nasce do luto. Por isso rogo a Deus para que lhe conceda conforto e força nesta hora tão difícil. Receba as minhas sinceras condolências.

16 de maio de 2019

Prefeitos se encontram na AMSO e assinam protocolo de intenção para criação do Consórcio Geoparque Seridó


Prefeitos se encontram na AMSO e assinam protocolo de intenção para criação do Consórcio Geoparque Seridó

Prefeitos da Associação dos Municípios da Microrregião do Seridó Oriental-AMSO, estiveram reunidos na tarde desta quarta-feira (15) na sede da entidade, em Currais Novos. O presidente Sally Araújo (PSD), que é prefeito de Cruzeta, abriu os trabalhos e convidou os gestores de Currais Novos, Acari, Parelhas, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá e Lagoa Nova, para assinarem o protocolo de intenção para criação do Consórcio Geoparque Seridó. A partir deste documento acontecerá o trâmite legal para que áreas importes da região sejam reconhecidas internacionalmente pela UNESCO. "A AMSO está unida aos seis municípios que compõe atualmente o Geoparque para oficializar de fato e de direito esta importante iniciativa. Agora o protocolo será encaminhado como Projeto de Lei para as Câmaras e depois o estatuto social aos cartórios e de posse do CNPJ lutar para captação de recursos para investimentos na educação, conservação e turismo", contou Sally.

 


O prefeito Odon Júnior (PT) disse que Currais Novos já trabalha para o fortalecimento do Geoparque há dois anos e que começa de verdade ver a ação ganhar força."Agora é a celebração da união dos seis municípios que formam o Geoparque Seridó. Depois de todo trâmite legal acontecerá o registrado na ONU para termos até o final do ano a institucionalização do Geoparque Seridó. Momento único  e importante, aqui na sede da AMSO".

 

Ainda na reunião o gerente de Projetos da Fundação de Apoio ao IFRN-FUNCERN, Erivan Sales do Amaral, esteve presente. Na pauta a possibilidade dos municípios realizarem Concurso Público Municipal, pela Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN, sem ônus para os municípios. "Ainda estamos definindo os municípios que participarão do certame, ainda sem previsão de data. Lagoa Nova, Cruzeta e Bodó, já estão confirmados", finalizou Sally.

O encontro que foi acompanhado pela diretora administrativa da AMSO, Albanita Macedo, contou também com a presença dos prefeitos de Bodó e Jardim do Seridó, além de assessores.

Senadora defende recursos para educação no Senado em dia de protestos em todo país


A senadora Zenaide Maia fez um pronunciamento, na tarde desta quarta-feira (15), em defesa de recursos para educação nas universidades federais e nos institutos federais. Enquanto milhares de brasileiros iam as ruas em todo país para protestar contra o corte de recursos pelo Governo Federal na educação, Zenaide declarava seu posicionamento totalmente contra o contingenciamento de 30%.

"Com a Emenda 95 já foi congelado por 20 anos os recursos para saúde e educação. Aí de repente a gente vê a retirada de 30% das universidades e os institutos federais. Não é tirando recursos da educação de um povo que se melhora a saúde e a segurança pública. Educação é a maior prevenção do que existe de pior", disse Zenaide.

Assista um trecho do fala da parlamentar no Senado:

14 de maio de 2019

Deputado solicita recuperação da BR-405


O deputado federal Walter Alves (MDB-RN) apresentou, ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), um requerimento solicitando a recuperação da rodovia BR-405, no trecho que vai de Mossoró à divisa com o estado da Paraíba. "Faço esse apelo em nome de milhares de potiguares que trafegam na rodovia e são prejudicados pela infraestrutura precária", diz o parlamentar.

Para justificar a solicitação, o deputado explica que Mossoró é a segunda maior cidade do Rio Grande do Norte, e nela se concentram diversas atividades econômicas que refletem nos municípios adjacentes. "Por conseguinte, a qualidade da infraestrutura rodoviária é um fator que agrega grande valor ao fluxo econômico da região que vem se destacando em termos de crescimento e desenvolvimento econômico", afirma Walter Alves.

O deputado informa ainda que, ao longo da rodovia BR-405, transitam produtores agropecuários, prestadores de serviços e atende uma população estimada em mais de 400 mil pessoas entre os municípios de Mossoró, Governador Dix-Sept Rosado, Felipe Guerra, Apodi, Itaú, Taboleiro Grande, Pau dos Ferros, Rafael Fernandes, Riacho de Santana e Major Sales.

Rogério Marinho diz que revisão de normas trará mais emprego

Segundo Marinho, saúde dos trabalhadores será preservada

A revisão de normas de saúde e segurança do trabalhador levará em conta a preservação das condições de trabalho, disse ontem (13) no fim da tarde o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho. Ele postou um vídeo na conta da secretaria do Twitter explicando os planos de “desburocratizar” as normas.

Segundo o secretário, atualmente existem 37 normas regulamentadoras (NR) ligadas à saúde e a segurança do trabalhador, que reúnem 6,8 mil linhas distintas de autuação. De acordo com Marinho, a quantidade de regras, passíveis de multas por parte dos fiscais do trabalho, aumentam os custos de produção, afetando desde uma padaria até um forno siderúrgico.

Marinho disse que a revisão das normas será feita com precaução, com o envolvimento de empresários e trabalhadores, além do próprio governo. “Nós estamos fazendo com muito cuidado para evitar, inclusive, que isso impacte de forma negativa a saúde e segurança dos trabalhadores, de forma tripartite, com a colaboração dos representantes dos diversos setores da economia, trabalhadores, empregadores e o próprio governo, com a assessoria da nossa Fundacentro [Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho], que nos dá um embasamento técnico para que nós possamos elaborar uma nova norma”, disse.

A Fundacentro é uma instituição de pesquisa e estudos sobre segurança, higiene e medicina do trabalho, vinculada à Secretaria Especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia. Segundo Marinho, a revisão envolverá três eixos: customização, desburocratização e simplificação das NR.

Máquinas

O secretário informou que a primeira norma a ser revisada será a NR-12, que trata da instalação de máquinas. Marinho informou que as discussões sobre a NR-12 começarão na primeira quinzena de junho. Conforme ele, a complexidade das regras duplicam os custos de instalação de uma máquina no Brasil.

“Hoje, um industrial brasileiro que, quando compra uma máquina sofisticada em outro lugar do mundo, como na Europa, na América do Norte, no Canadá, normalmente gasta para implantar essa máquina aqui quase o dobro do seu custo de transação, o que encarece e dificulta nossa produtividade e competitividade”, explicou.

Depois das normas de maquinário, o secretário explicou que serão revisadas as NR 1, 2, 3, 9, 15, 17 e 24 a 28. Essas regras tratam dos seguintes itens: insalubridade, periculosidade, construção civil e trabalho a céu aberto. Marinho acrescentou que as normas convergirão para as regras de outros lugares do mundo, mantendo a preocupação com a saúde do trabalhador.

“O que nós queremos, na verdade, é permitir um ambiente saudável, competitivo, confortável e seguro para quem trabalha e para quem produz. Para que a economia brasileira esteja à altura de outras economias em outros lugares do mundo, e que nós possamos gerar emprego, renda e oportunidade para os conjuntos dos trabalhadores brasileiros, como disse, com segurança e com a preocupação com a saúde do trabalhador”, disse.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro tinha anunciado a intenção de simplificar as normas de saúde do trabalhador em sua conta no Twitter. “Governo federal moderniza as normas de saúde, simplificando, desburocratizando, dando agilidade ao processo de utilização de maquinários, atendimento à população e geração de empregos”, escreveu o presidente.

Por Wellton Máximo – Agência Brasil | Edição: Fábio Massalli


São Paulo do Potengi ganha nova Central do Cidadão

Resultado de imagem para São Paulo do Potengi ganha nova Central do Cidadão

O acesso aos serviços públicos vai ficar mais fácil para os moradores de São Paulo do Potengi e redondezas. É que a governadora Fátima Bezerra inaugurou a Central do Cidadão do município, em sede própria, e pronta para oferecer mais conforto e dignidade aos usuários e funcionários. Foram investidos R$ 2,8 milhões, com recursos do acordo de empréstimo com o Banco Mundial, sendo R$ 1,8 milhão em obras e mais R$ 1 milhão em equipamentos. A expectativa é realizar cerca de 8.500 atendimentos por mês.

A dona de casa Daniela Cardoso foi uma das primeiras a experimentar os serviços da nova Central. Levou o filho Matheus para tirar carteira de identidade e CPF e comprovou as mudanças. "Aqui é maior, mais confortável e organizado. O prédio ficou maravilhoso", elogia. A funcionária Cleonice Araújo gostou ainda mais. Agora trabalhando mais perto de casa, ela ganhou qualidade de vida. "Trabalhar aqui é muito melhor, nem se compara", testemunha.

A governadora Fátima Bezerra registrou o empenho do secretário de Gestão de Projetos, Fernando Mineiro, e da secretária de Trabalho, Habitação e Assistência Social, Íris Oliveira, para inaugurar o prédio o mais rápido possível. "Estamos começando hoje uma série de inaugurações das Centrais. Iremos inaugurar 18 no interior do Estado, com essa estrutura, esse capricho, para oferecer os serviços públicos ao cidadão potiguar com decência e dignidade", disse.

O secretário Mineiro lembrou que apesar de entregue pela gestão passada em 2018, a Central de São Paulo do Potengi não estava pronta para funcionar. Havia pendências na ligação de energia elétrica e fornecimento de água. "Todo esse tempo estivemos trabalhando para resolver esses problemas e entregar o equipamento à população. Agora nosso povo tem um espaço decente e digno para acessar os serviços públicos", acrescentou.

A titular da Sethas anunciou que ao longo deste mês serão inauguradas outras três Centrais do Cidadão no interior do Estado e destacou a importância do programa. "Que o programa das Centrais do Cidadão tenha vida longa, porque é através dele que o cidadão tem acesso aos direitos e serviços públicos com dignidade", finalizou. Nesta Central serão ofertados os serviços do Banco do Cidadão; Caern; AGN; Detran; DRT; Ipern; Itep; Junta Militar; Receita Federal; Procon; TRE e Foto/Xerox. Funcionará de segunda a sexta-feira, no horário das 7h00 às 12h50.

Também estiveram presentes à inauguração a diretora da AGN, Márcia Maia, o coordenador das Centrais do Cidadão, Francisco Gilberto, o senador Jean Paul Prates, o prefeito de São Paulo do Potengi, José Leonardo (Naldinho), secretários municipais, vereadores e autoridades. O evento contou com a participação das bandas filarmônicas de Riachuelo, Ruy Barbosa, São Pedro do Potengi e Lagoa de Velhos.

Saiba mais

O Estado está investindo mais de R$ 60 milhões na construção e reforma de 22 Centrais do Cidadão em todo o Rio Grande do Norte com recursos do acordo de empréstimo com o Banco Mundial. Os municípios que estão recebendo os equipamentos são Assú, Alexandria, Apodi, Caicó, Caraúbas, Ceará-Mirim, Currais Novos, João Câmara, Macaíba, Macau, Mossoró, Nova Cruz, Parelhas, Parnamirim, Pau dos Ferros, Santa Cruz, São José de Mipibu, São Miguel, São Paulo do Potengi e Natal.

Projeto de combate a suicídio deve ter resultado este ano, diz Damares

Expectativa é que campanha chegue a metade dos municípios em 2020


A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, participa da abertura do 6º Congresso Internacional sobre Liberdades Civis Fundamentais.
Antonio Cruz/Agência Barsil)
A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse ontem (13) que o projeto de combate ao suicídio e a automutilação deverá alcançar, até o fim de 2020, metade dos municípios brasileiros. De acordo com a ministra, a expectativa é de que os números já apresentem diminuição até o final do ano.

“Nós vamos começar no Brasil inteiro treinando os conselheiros tutelares, que estão mais ligados ao nosso ministério. E, a partir do próximo ano, a gente quer alcançar metade dos municípios também na área da saúde, da educação”, disse Damares em Suzano, onde articula projeto-piloto de prevenção à automutilação e ao suicídio.

Ações intensificadas

Desde abril, quando lançou a campanha Acolha a Vida, o governo federal tem intensificado as ações relacionadas ao tema na expectativa de alertar famílias, profissionais da educação, da saúde e conselheiros tutelares sobre os sinais que podem indicar tendências à violência autoprovocada.

“Nós vamos trabalhar primeiro treinando os professores, os educadores, os conselheiros tutelares, e profissionais que lidam diretamente com vidas, com pessoas”, disse a ministra.

Automutilação

A ministra disse que cerca de 20% dos jovens brasileiros estão se mutilando, o que representa 14 milhões de pessoas. A maior incidência ocorre em adolescentes de 12 a 18 anos. “Os motivos são os mais variados, eles alegam dor na alma, eles alegam o bullying, nós temos a questão do abuso sexual, nós temos a questão do envolvimento com as drogas. As crianças hoje, os nossos adolescentes, não estão sabendo lidar com os seus conflitos”, disse Damares. 

Damares aconselhou que, se você identificar um jovem ou adolescente se “autoferindo, não faça disso uma grande tragédia”. “Abrace, não ignore, abrace, não repreenda, abrace. Esses jovens e adolescentes estão em profundo sofrimento. Busque tratamento imediato, isso não pode ser ignorado, nós vamos ter de buscar tratamento médico, psicólogo, psiquiatra, para o atendimento dessa criança”, disse.

De acordo com o ministério, a pasta planeja implementar um observatório estatístico que permita entender o fenômeno da autoviolência e saber onde ocorre com maior intensidade.
Armas

Questionada sobre o decreto do governo federal que flexibilizou o acesso de jovens a escolas de tiro, a ministra disse que os pais devem ser muito responsáveis para saber se os filhos estão preparados ou não para frequentarem as aulas. Segundo ela, o caso de Suzano , em dois jovens disparam em uma escola e mataram dez pessoas e que os atiradores treinaram disparos com armas de airsoft, ocorreu em uma situação muito isolada.

“Essa é uma situação muito isolada de Suzano. Países em que os pais levam os filhos para fazer tiro, a pesquisa não indica que crianças que fazem tiro, os pais estão levando para essas crianças saírem matando”, disse. 

Por Bruno Bocchini - Agência Brasil
Edição: Fábio Massalli


9 de maio de 2019

Francisco do PT chama atenção para o bloqueio de recursos para a educação superior

Francisco do PT chama atenção para o bloqueio de recursos para a educação superior

Foto: João Gilberto

O deputado Francisco do PT registrou em sessão ordinária desta quinta-feira (9) na Assembleia Legislativa, a criação da Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Públicas e Institutos Federais do Rio Grande do Norte, em alusão ao momento crítico que enfrenta a educação brasileira com o anúncio do bloqueio orçamentário de 30% dos recursos destinados às Instituições Federais de Ensino por parte do Governo Federal para a educação superior.

Francisco do PT falou da honra em presidir a Frente Parlamentar, que será composta pelos deputados Hermano Morais (MDB), Allyson Bezerra (SDD) e pela deputada Isolda Dantas (PT), e sobre a reunião na Comissão de Educação, Ciências e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Social, ocorrida também nesta quinta-feira (9), que recebeu o Fórum de Reitores dos Institutos Públicos de Ensino Superior do Rio Grande do Norte. "As medidas adotadas pelo Governo Federal são cruéis e, de acordo com os dados apresentados pela Reitora da UFRN, Ângela Paiva, o impacto que as universidades potiguares sofrerão chegará a R$ 100 milhões, e R$ 60 milhões será somente na UFRN, inviabilizando o funcionamento da instituição a partir do mês de setembro. O Governo Federal, através do desastroso Ministro da Educação, que deveria debater assuntos que desenvolvam a educação, tenta esconder o viés ideológico com a desculpa de gerar economia e investir na educação de base", afirmou Francisco.

O parlamentar assegurou que o bloqueio afetará as parcerias das universidades com prefeituras, entidades e centro de pesquisas, além da necessidade de revisão de contratos com empresas terceirizadas que prestam serviços a UFRN, com a possibilidade de demissão de mais 1.500 servidores destas empresas.

Em aparte, Hermano Morais ressaltou o reconhecimento da reitora com a preocupação da Assembleia Legislativa em discutir o tema, considerou absurdo o contingenciamento para a educação superior e afirmou que o ensino básico também será atingido. "Existe todo um movimento nacional que busca sensibilizar o Governo Federal e reverter essa situação. Já houve o corte de 20% para a educação no início do mandato, será um erro cortar em mais 30%", disse Hermano.

Assembléia Legislativa

Vivaldo comenta pesquisa e diz que Caicoense considera que administração 'Batata/Marcos do Manhoso' piorou a cidade


O deputado Vivaldo Costa (PSD) comentou em seu programa de rádio na manhã desta quinta-feira (9) sobre uma recente pesquisa, realizada esta semana, que ouviu a população de Caicó. Pelos apontamentos, o parlamentar disse que o maior problema que o povo caicoense considera é a saúde pública, já em segundo segurança e terceiro o saneamento e desemprego.

Sobre o governo do prefeito Batata e Marcos do Manhoso a entrevista perguntou se o caicoense considera que a cidade melhorou ou piorou. Quase 80% dos entrevistados consideram que o município regrediu."O caicoense foi enganado. Pregaram modernidade e renovação, mas veio uma administração desastrosa. Essa que é a verdade. Por isso que 80% dos caicoenses consideram que Batata e Marcos do Manhosa pioraram a cidade".

A pesquisa ouviu ainda o que o caicoense está achando do governo Bolsonaro e Fátima Bezerra. "O governo Bolsonaro não está bem em Caicó, 25% se diz decepcionada. Apenas 18% considera a administração boa e 42% considera ruim e péssimo. Já a governadora Fátima Bezerra, o caicoense acha que a administração está regular e tem 16 pontos positivos"

Sobre o prefeito Batata, Vivaldo diz que o povo considera péssimo. "Batata é o campeão de derrotas [na pesquisa]. Ótimo e bom tem apenas 12%. Ruim e péssimo tem 57%. Está negativo 45%. A administração de Batata é péssima e fraca".

Senado cobra descaso do governo com os pequenos agricultores


A senadora Zenaide Maia participou nesta quarta-feira (8), das discussões em defesa dos trabalhadores da agricultura familiar, na audiência pública que contou com as presenças de representantes do INCRA, MAPA, CONTAG, TCU e CONAFER.

A questão central colocada pelos Senadores foi os procedimentos de emissão da Declaração de Aptidão ao PRONAF, como instrumento de identificação e de qualificação dos agricultores familiares com suas formas associativas, para que tenham acesso aos programas e às políticas do governo para o setor.

8 de maio de 2019

Laboratório do Gaeco/MPRN desvenda crimes com análise avançada de imagens

Trabalho é realizado há um ano e é decisivo para identificação de criminosos, principalmente em casos de homicídios
A investigação dos crimes cometidos no Rio Grande do Norte conta com mais um aliado, que é apoio de softwares e técnicas de melhoria de imagens e tratamento de sinais, para identificação dos criminosos e das circunstâncias que envolvem os fatos. O serviço é disponibilizado pelo Laboratório de Forense Computacional do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN).

Um caso recente que contou com o apoio desse serviço garantiu a identificação de Janderson Ferreira Leones, acusado de matar o policial José Edivaldo do Nascimento, no dia 21 de abril de 2018. Em sua rota de fuga, o criminoso passou por um posto de gasolina na Avenida Alexandrino de Alencar, zona Leste de Natal. Durante as investigações, a Polícia solicitou as imagens das câmeras de segurança do estabelecimento e encaminhou ao Gaeco/MPRN. Com as mídias em mãos, a equipe do Laboratório de Forense Computacional conseguiu sensíveis melhorias nas imagens, o que permitiu identificar o autor do crime, que foi preso no dia 28 de março deste ano.

“Quando uma pessoa testemunha um crime, ela passa as características físicas, tentando buscar na memória essas informações. Quando câmeras testemunham o fato, a imagem fica gravada e vira prova”, explica o assistente ministerial de Tecnologia da Informação do Gaeco/MPRN, Jorge Ramos de Figueiredo, que também é professor universitário na área de Forense Computacional e tem especialização em tratamento de imagens. Essa comparação mostra como a comprovação de crimes por meio de fotos, vídeos ou áudios, seguida da análise realizada com apoio de tecnologia, garante resultados reais.



A análise forense de multimídia compreende a checagem de fotografias digitais, vídeos e áudios. Além disso, o Laboratório de Computação Forense do Gaeco/MPRN associa o trabalho de recuperação de imagens. “Quando alguém comete um ato ilícito, tende a destruir o objeto que possa carregar provas, como um computador. No Laboratório, também conseguimos restaurar o HD do equipamento danificado e recuperar as imagens que foram apagadas”, exemplifica Jorge.

O Laboratório de Computação Forense do Gaeco/MPRN conta com uma equipe de sete servidores, sendo que 80% deles têm pós-graduação em Computação Forense ou Ciência Forense. No período de atuação, o Laboratório tem uma produção média de cerca de 170 equipamentos processados por mês e pelo menos dois casos por mês são recebidos para análise multimídia, sendo a maioria de imagens envolvendo crimes de homicídio. 

Outro caso de grande repercussão que contou com apoio do trabalho do Laboratório do Gaeco/MPRN para identificar e prender os criminosos foi o assassinato da policial militar de Santa Catarina, Caroline Pletsch, no dia 26 de março de 2018. Os acusados Weverton Lenário Gomes e Raissa Torres Lima de Souza foram identificados nas imagens fornecidas pela Polícia e entregues ao Laboratório de Computação Forense para análise, trabalho que auxiliou na comprovação da autoria do crime.

Os softwares também apoiam a identificação de veículos. “Uma situação prática acontece quando a Delegacia de Homicídios, por exemplo, precisa que seja identificado um veículo que foi utilizado para o cometimento de um determinado crime. Nós recebemos a imagem, que pode vir turva ou desfocada, conseguimos identificar modelo, detalhes do carro e deixar as placas mais nítidas para identificação”.

Atualmente, os órgãos que demandam o Laboratório de Computação Forense do Gaeco/MPRN são as Promotorias e Procuradorias de Justiça, ou seja, o trabalho resulta em incremento das investigações do próprio MPRN; Polícias Civil e Militar e Justiça Estadual. Na época em que a Força Nacional de Polícia Judiciária atuou no RN, o Laboratório também prestou serviço para auxiliar em diligências específicas.

No caso de outros órgãos precisarem desse apoio técnico fornecido pelo Laboratório, é necessário fazer uma solicitação à coordenação do Gaeco/MPRN. Assim, o órgão faz um trabalho de cadeia de custódia, apresenta todas as evidências etiquetadas, em formato simples, com todas as descrições técnicas.

“O investimento em aquisição de hardware, software e treinamento dos profissionais tem permitido levar para os processos outro tipo de prova, derivada da tecnologia da informação aplicada à área investigativa, buscando-se com esse esforço evoluir quanto aos meios clássicos, notadamente a prova testemunhal, muitas vezes precária, estando o Gaeco à disposição não só dos órgãos de execução, que são as Promotorias e Procuradorias, mas também dos parceiros institucionais”, ressaltou Fausto França, coordenador do Gaeco.

MPRN


7 de maio de 2019

Senadora Zenaide quer discutir melhor o trabalho e remuneração dos presos

Foto: Fernando Oliveira
Na manhã desta terça-feira (07), foi aprovado na Comissão de Recursos Humanos o requerimento da senadora Zenaide Maia, que prevê a realização de Audiência Pública no âmbito da Comissão de Direitos Humanos, sobre projeto do Senador Waldemir Moka (PLS 580/2015), que altera a Lei de Execução Penal (Nº 7210/1984), estabelecendo a obrigação do preso ressarcir o Estado das despesas com a sua manutenção nos presídios. A audiência Pública será realizada na próxima segunda-feira (13).

Segundo a senadora, que é favorável ao trabalho dos presos, a Lei de Execução Penal já prevê o trabalho do preso como dever social e condição de dignidade humana, e terá finalidade educativa e produtiva, mas considera que: "É preciso discutir melhor o assunto, considerando que a remuneração do preso é partilhada entre as despesas do condenado, o ressarcimento dos danos causados pelo crime e a assistência à família, mas não pode esvaziar a possibilidade de ressarcimento da vítima e sustento de familiares do próprio preso, uma vez que estabelece que o seu patrimônio responderá pelas despesas penitenciárias", justificou Zenaide.

6 de maio de 2019

Deputado cobra recuperação de estruturas pertencentes às rodovias estaduais que cruzam o Seridó, Vale do Assú e Médio Oeste


Nelter cobra recuperação de estruturas pertencentes às rodovias estaduais que cruzam o Seridó, Vale do Assú e Médio Oeste

Preocupado com a situação das rodovias do Rio Grande do Norte e motivado pelo incidente que derrubou trecho da RN-041, que liga o município de Santana do Matos à BR-304, o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) cobrou do Governo do Estado a realização de estudo técnico e recuperação de todas as pontes, pontilhões, bocas de lobo, boeiras e paredes de açudes que fazem parte das RNs que cruzam as regiões Seridó, Vale do Assú e Médio Oeste.

"Esta iniciativa requer certa urgência visto que o período chuvoso já está estabelecido e nossa população precisa ter segurança ao trafegar em nossas rodovias estaduais. Esta sugestão que nosso mandato encaminhou ao Governo do Estado, através do Departamento de Estradas de Rodagens [DER] e Defesa Civil, tomou por base o incidente ocorrido na RN-041 que cedeu em Santana do Matos após o arrombamento de um reservatório localizado na região", destacou Queiroz. 

Ainda neste sentindo, o parlamentar também cobrou ao Governo do Estado a realização de estudo técnico e recuperação estrutural de todos os reservatórios hídricos – públicos ou construídos em áreas particulares – que são localizados nas proximidades das rodovias estaduais que cruzam as regiões Seridó, Vale do Assú e Médio Oeste.

BR-226

Atendendo a constantes apelos de Nelter Queiroz, o DER iniciou nesta segunda-feira (03), numa parceria com as prefeituras de São Vicente e Florânia, a recuperação asfáltica da BR-226, no trecho que fica sob responsabilidade do Governo do Estado, entre os municípios de Currais Novos e Florânia.









"Além desta recuperação asfáltica, nosso mandato também luta constantemente para que DER e DNIT cheguem a um consenso e a administração deste trecho da BR-226 seja devolvida ao Governo Federal para que tenha os mesmos padrões de qualidade da maioria das rodovias federais de nosso país, proporcionando mais conforto e segurança aos motoristas que nela trafegam", frisou.

Campanha de Vacinação Contra Influenza tem continuidade em Felipe Guerra


Marcado como o grande dia D, e destacado como um dos principais de sua mobilização nacional contra a influenza, a campanha de vacinação teve bons resultados de participação do público alvo no município de Felipe Guerra, no último sábado (4), e hoje a campanha estará tendo a sua continuidade.

A vacinação na zona urbana de Felipe Guerra já foi realizada, destacando-se uma equipe do Programa Saúde da Família (PSF) esteve nas residências para atender aos pacientes mais debilitados e os acamados.

A campanha de vacinação contra a influenza estará hoje (6), na comunidade do Arapuá,zona rural do município de Felipe Guerra,e com a continuação em dias alternados nas demais outras comunidades rurais,prosseguindo até o último dia da campanha de vacinação com encerramento marcado para dia 31 de Maio de 2019.

Entre as comunidades da zona rural que já foram atendidas com a campanha de vacinação estão São Lourenço, Brejo, Santana e de acordo com informações da coordenação de Atenção Básica de Saúde (ABS), Cristiane Mirla.

Ela informou que a campanha de vacinação atenderá ainda as demais outras comunidades da zona rural, mediante ao cronograma estabelecido até o fim deste mês.

Para a secretária municipal de Saúde, Girlene Ferreira "É primordial por parte das pessoas que estão dentro dos critérios, todos tomarem a sua injeção, e de certa forma quando se trata de uma prevenção para a imunização das pessoas", confirmou ela, acreditando no êxito de atingir a meta de vacinação, assim como aconteceu em anos anteriores.

Dos grupos das pessoas prioritárias, desde o dia 22 de Abril, também começaram a fazer parte, os policiais civis, militares, bombeiros e membros das Forças Armadas em todo território nacional.

Segundo informações da Diretora da Unidade Básica de Saúde (UBS), Cristiane Mirla "A campanha nacional teve início no mês de Abril e terminará no fim de Maio de 2019", informou ela, confirmando que a meta para o público prioritário deverá ser atingida.

Um dos pontos também ressaltados pela gestora municipal em Saúde, a secretária Girlene Ferreira tem enfatizado todo o trabalho e esforço incessante na busca sempre de poder oferecer o melhor à população do município de Felipe Guerra, principalmente por parte do gestor Haroldo Ferreira.Fotos:Noberto Andrade/Divulgação

3 de maio de 2019

Homicídios diminuem 32% nos primeiros quatro meses de 2019

Comparativo foi feito com o mesmo período do ano de 2018. Apesar das 488 pessoas mortas em solo potiguar até 30 de abril de 2019, índice é o menor dos últimos quatro anos.

Imagem: Alexandro Cassiano (OP9/TV Ponta Negra)


Nos quatro meses de 2019, o Rio Grande do Norte registrou uma redução de 32,3% no número de Condutas Violentas Letais e Intencionais (CVLIs) em relação ao mesmo período do ano passado. Nos primeiros 120 dias deste ano, 488 pessoas foram assassinadas em solo potiguar.

No entanto, o índice do período é o menor desde 2015. Durante os quatro primeiros meses do ano passado, o número de homicídios foi de 721. Em 2017 foram 818; em 2016 ocorreram 629 e 541 CVLIs registrados no ano de 2015. Os dados foram fornecidos pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análise Criminal (Coine), órgão subordinado à Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed).

Ainda de acordo com as planilhas da Coine, os números mostram que o homicídio doloso foi o crime que apresentou maior redução em relação ao mesmo período em 2018. Houve uma diminuição direta de 179 homicídios deste tipo na comparação entre os dois anos.

OP 9


2 de maio de 2019

Rosalba enfrenta problemas com a Bancada


Rosalba está enfrentando problemas com bancada (Foto: cedida)

A pauta da Câmara Municipal de Mossoró está trancada há três semanas. São dez vetos a serem analisados que por seguidas falta de quórum ficam para a sessão seguinte.

Não se trata apenas do temor de assumir o desgaste por manter o veto a projetos como “Ronda Mulher”, por exemplo, mas também outros interesses que não são necessariamente os mesmos do público.

O líder da bancada governista Alex Moacir (MDB) pôs panos quentes em entrevista aos jornalistas Vonúvio Paraxedes da TCM/Blog Diário Político e Saulo Vale Rádio Rural/Blog Saulo Vale. Negou que exista crise, mas apenas uma falta de consenso em torno dos vetos que devem ser mantidos.

Nos bastidores o Blog do Barreto recebeu uma outra informação. A base da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) quer mais cargos na administração municipal ou a garantia de apoio financeiro para a reeleição no próximo ano.

A gota d’água para a “rebelião” foi a possibilidade de vereadores da oposição migrarem para a base governista aumentando a disputa por espaços na gestão e outros interesses.

Tanto a prefeita como o marido dela, o líder do rosalbismo Carlos Augusto Rosado, estão tentando ganhar tempo para se entender com os vereadores após o Mossoró Cidade Junina na perspectiva de o evento ajudar a recuperar a popularidade de Rosalba.

BLOG DO BARRETO

Top Ad 728x90