TV: "meu filho não está normal", diz pai de Hudson

Pai do cantor Udson Cadorini Silva, da dupla sertaneja Edson & Hudson, Jerônimo Silva falou ao programa Fantástico, da TV Globo, exibido neste domingo (24), que está preocupado com o filho. “É um menino muito bom, mas que bebe demais. Ele bebe muito uísque, ele não come. Meu filho não está normal, ele está doente”, disse ele. Hudson foi preso duas vezes na semana passada por porte ilegal de armas, mas responderá ao processo em liberdade.

Na reportagem, o sertanejo relatou como foi a experiência de ser preso. “Fizeram eu tirar minha roupa e colocaram roupa de presidiário em mim, rasparam a minha cabeça”, detalhou ele, que passou pelo Centro de Detenção Provisória (CDP) de Piracicaba (SP) e que, em seguida, foi transferido para o presídio em Tremembé (SP).

Na quarta-feira (20), Hudson foi preso pela primeira vez quando a ex-mulher fez uma denúncia, afirmando que ele a ameaçou e estava a caminho de sua residência. Na ocasião, o cantor foi abordado pela polícia e foram encontrados em seu carro um revólver 38, uma pistola 380, duas facas e um soco inglês. Segundo o atual marido da ex-mulher do músico, eles resolveram chamar a polícia pois não sabiam em que estado emocional Hudson chegaria à casa deles.

“Tenho soco inglês no carro, que uso nos shows”, defendeu-se o sertanejo, ao explicar que aprecia esse tipo de adereço. “É muito triste a gente pagar por um crime que a gente não cometeu. Eu não nasci para atirar nas pessoas”, continuou o músico, garantindo que sua “cara de mau” fica apenas na aparência e que nunca atirou em ninguém.

Hudson ainda relatou que estava dormindo quando policiais entraram em sua casa e o prenderam pela segunda vez – após uma denúncia anônima, autoridades encontraram na casa do músico mais armamento, munições de uso restrito das Forças Armadas e maconha. “Acho normal numa chácara, alguém ter uma espingarda”, disse o cantor.

Ele, no entanto, negou envolvimento com drogas. “Não sei de onde saiu aquela droga. Na minha casa, a única droga que tem sou eu e o Edson”, brincou ele, que no momento da entrevista estava ao lado do irmão. “Eu já usei (drogas), mas fiz tratamento. Hoje eu tomo calmante. Tem coisas muito melhores na minha vida do que usar drogas”, continuou.

Hudson também comentou que entrou em depressão após a morte da ex-mulher Larissa Lopes, que foi assassinada em novembro de 2011. Após relatar que estava consumindo muito álcool e fumando muito cigarro, o músico afirmou que está mudando os hábitos. “Com a bebida, eu já diminui 90%. Não vou dizer que não bebo porque não sou hipócrita”, observou ele, antes de finalizar: “peço perdão aos meus fãs que se decepcionaram comigo”.

TERRA

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.