As mulheres mais velhas do RN

Em uma breve pesquisa pelos amigos da Imprensa selecionamos as duas mulheres mais velhas do RN para registrar nesse domingo essa importante patrimônio vivo de nossa história.

Veja informações das mulhers consideraas mais velhas do RN.

Dona Izabel Emiliana (de Parelhas)

Dona Izabel e vereadores no dia de seu aniversario.
Nascida no dia 26 de agosto de 1900 essa mulher tem história para contar. Dona Izabel Emiliana de Oliveira (foto) é moradora da comunidade Várzea do Barro, no município de Parelhas e é uma das mais velhas do RN após completar, em 2010,  110 anos. (estamos buscando informações sobre a sua atual situação)
A certidão de casamento da mulher supercentenária diz que ela nasceu em 1901, mas dona Izabel garante que houve um erro no momento do registro e que ela é, na verdade, de 1900(esse erro era comum no passado). Ela mora com três, dos nove filhos que teve. Três morreram ainda bebês. Dona Izabel diz que desde pequena trabalhou na agricultura plantando algodão, milho e feijão.

A residência que pertenceu ao pai dela é afastada do barulho de qualquer cidade. Há mais de vinte anos ela não vai à zona urbana de Parelhas e não sente a menor falta.
 

Neta de Felix Gomes, um dos fundadores de Parelhas, Dona Izabel apesar da idade e de já apresentar dificuldades na memória consegue narrar em detalhes muitas recordações do passado. Religiosa, diariamente escuta pela Radio Rural AM de Parelhas o oficio de Nossa Senhora, que segundo os filhos é capaz de declamar sem qualquer erro. Devota do padroeiro São Sebastião Dona Izabel canta o hino com perfeição, fazendo questão de apresentá-lo para os visitantes.

Dona Izabel tem decorado o dia de seu aniversário(26 de Agosto), gosta de receber visitas na data, mas não gosta que cantem parabéns. Na foto, Dona Izabel recebe a visita, no aniversário do ano passado, dos vereadores Marcos do PT e Antônio Januário Neto, que apresentaram na Câmara de Vereadores requerimento homenageando a parelhense supercentenária.

Veja um vídeo da TV Seridó com Dona Izabel:




Maria Alexandrina 112 anos, em Currais Novos
(Com informações do Blog Cardoso Silva)

 
http://seridonoticias.com/wp-content/uploads/2011/05/06042011158.jpg
Com a saúde em harmonia com a vida, Dona Maria Alexandrina aos 112 anos,  não tem  doenças como diabetes e nem necessita de controle de pressão arterial e, pra não esquecer, nunca  despreza o cachimbo.


Na comunidade Cachoeira município de Currais Novos – RN, que fica há 3 km do centro da sede do município, reside a Senhora Maria Alexandrina que pode vir a ser a mulher mais velha do Rio Grande do Norte.

Nascida no dia 15 de Maio 1899, Dona Alexandrina completou dia 15 de maio 112 anos, com uma saúde invejável ela não dispensa uma boa baforada em seu cachimbo.

De família que tem origem na Região do Trairi entre os municípios de Santa Cruz e Tangará  no interior potiguar e, viúva do Sr. Zacarias da Silva (Se vivo estaria com 118 anos), sendo mãe de 22 filhos aos quais,  conhecem e chama a todos pelo nome, e ainda é vaidoso, pois gosta muito de jóias. A noite Dona Alexandrina gosta de cantar e durante o dia ela gosta mesmo é de dormir.

O filho mais velho de Dona Alexandrina é o Sr. Jose Alexandrino,  é vivo e mora em Rio Verde interior de Goiás e está com 95 anos,  já sua filha mais nova tem 66 de idade, não se tem a quantidade exata de netos, mas, calcula- e  ser em torno dos 180, 50 bisnetos e 20 tataranetos.
Residindo em uma casa humilde e tendo sido lavadeira de roupas de famílias importantes do município ela conta que foi o saudoso senador potiguar Agenor Nunes de Maria ela conta que foi o senador quem a recompensou com uma pequena aposentaria. Maria Alexandrina aos 112 anos esta completamente  lúcida e conversa tranquilamente.

Estamos reunindo mais informações sobre a atual situação das duas senhoras

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.