Top Ad 728x90

17 de dezembro de 2008

Por unanimidade, Garibaldi é escolhido candidato do PMDB à presidência do Senado

O PMDB anunciou a escolha de Garibaldi Alves (PDMB-RN), atual presidente do Senado, como candidato único da legenda à presidência da Casa.Segundo os senadores presentes na reunião que definiu o nome do candidato, a escolha inicial foi pelo nome de José Sarney (PMDB-AP), mas o ex-presidente não quis concorrer ao cargo.
"Foi feito um apelo, mas o Sarney não quis", disse Romero Jucá (PMDB-RR), após a reunião. Os senadores presentes afirmaram desconhecer o motivo da escolha dele e Sarney não quis falar com a imprensa após a reunião.Único a declarar interesse ao cargo, Garibaldi foi escolhido por unanimidade para se candidatar novamente à presidência.O senador assumiu o cargo no fim de 2007, com a renúncia do então presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL).
As reeleições não são permitidas na Casa. Mas como não cumpriu todo o mandato, Garibaldi alega a legalidade de sua reeleição. Jucá disse que não há como contestar no STF (Supremo Tribunal Federal) a candidatura. Cabe questioná-la juridicamente somente após a eleição, em fevereiro de 2009. "Em pré-candidato não há pré-questionamento", disse Jucá. Garibaldi levou pareceres de diversos juristas à reunião para endossar sua candidatura.
Entre eles, havia o do ex-ministro do STF, Francisco Rezek, e do professor da USP, Manuel Gonçalves Ferreira Filho. "Os pareceres mostram que eu posso ser candidato e o plenário deve mostrar que eu virei a ser eleito", disse o presidente.Jucá também afirmou que o fato de Garibaldi ter devolvido uma MP (Medida Provisória) ao executivo recentemente não deve trazer uma indisposição do Planalto com ele.
Nosso Gari deve disputar a presidência com o candidato petista, Tião Viana (PT-AC).

0 Comentários:

Postar um comentário

Top Ad 728x90