Fim: Polícia estoura cativeiro e liberta empresário Fabio Porcino

O empresário Fábio Porcino foi libertado no início da tarde desta sexta-feira (14). O jovem estava sob poder de sequestradores em área rual na cidade de Canindé, no interior do Ceará. A Polícia Civil armou o cerco no local e conseguiu efetuar a prisão de dois suspeitos.

De acordo com informações do secretário Aldair Rocha, a ação comandada pela Polícia Civil potiguar, com apoio da PM do Ceará. Policiais cercaram o local onde funcionou o cativeiro de Fábio Porcino, na cidade de Canindé, que fica a 290 km de Mossoró e 115 km de Fortaleza, e iniciaram a ação. Aldair da Rocha confirmou que Fábio Porcino está bem, mas não deu detalhes da operação.

Informações preliminares dão conta de que, durante a ação policial, alguns criminosos conseguiram fugir. Dois, no entanto, foram presos sem reação. Não há a confirmação quantos conseguiram escapar e se efetuaram disparos contra os policiais. Ninguém se feriu.

A identidade dos suspeitos detidos ainda não foi revelada e Aldair Rocha também não disse se houve o contato por parte dos criminosos para o pagamento de resgate. Os detalhes da operação serão divulgados ainda nesta sexta-feira (14).

Investigação

Na segunda-feira (10), Fabinho Porcino, como é conhecido, foi levado por seis criminosos de uma loja de propriedade da família, em Mossoró. Armados, os criminosos fugiram com Fábio Porcino utilizando dois carros na fuga. Helicópteros particulares foram utilizados nas buscas imediatas, mas ninguém foi preso. Desde então, a delegada Sheila Freitas, da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), liderou a investigação sobre o caso.


A delegada preferiu manter o silêncio sobre as investigações, mas não negou que tivesse informações que pudessem levar aos criminosos. Apesar de não ter a confirmação oficial por parte da polícia, havia a indícios de a quadrilha que sequestrou Fábio Porcino fosse do Ceará, assim como a que sequestrou Popó Porcino, primo de Fábio, em junho do ano passado.

Não há, contudo, a confirmação sobre a naturalidade dos criminosos que integram a quadrilha.
Tribuna do Norte

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mortos em Alcaçuz pode superar Manaus

Morte trágica em Macau