Parnamirim sobe no ranking do desenvolvimento municipal

Em apenas um ano, entre 2009 e 2010, Parnamirim subiu 553 posições no ranking nacional, ultrapassou Apodi e Mossoró no plano estadual ocupa agora o segundo lugar no Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM). O ranking, elaborado com base nos dados de 2010, foram divulgados nesta segunda-feira (3) pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro. Com índice 0,7699, Parnamirim está numa faixa moderada, mas com tendência de atingir o alto grau de desenvolvimento, patamar ainda exclusivo de Natal, se levado em conta o conjunto dos 167 municípios do Rio Grande do Norte.
Entre os indicadores de Parnamirim, o melhor é o da saúde, que chegou a 0,8570. Em segundo lugar vem a educação. O indicador emprego e renda teve incremento de 21,87% em 2010, passando de 0,5768 para 0,7030. O início das obras do Minha Casa Minha Vida para famílias de baixa renda, aliado à recuperação gradual da economia, após a crise das hipotecas dos Estados Unidos e à expansão do setor imobiliário para a classe média pode explicar o aquecimento do mercado de trabalho em Parnamirim.

Em 2010, os técnicos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) identificaram uma nova dinâmica da atividade econômica no município e anunciaram, após a conclusão do Censo Demográfico, que Parnamirim deixara a condição de “dormitório de Natal” para se transformar numa cidade de oportunidades. Com base nessas informações, a prefeitura fechou parceria com o governo federal para a qualificação de mão de obra através de diversos programas, como o Pronatec. “A tendência é melhorar ainda mais”, prevê o prefeito Maurício Marques dos Santos.


Depois disso, as grandes redes de supermercados começaram a se instalar no município. Primeiro foi o Maxxi, depois o Compre Fácil, agora o Extra e no início de 2013, mais uma loja do Nordestão e do Wal-Mart. Parnamirim também estaria na rota de investimentos de uma das maiores administradoras de shopping center do Brasil, que confirmou parceria com um grupo local para construção de um megaempreendimento no bairro de Emaús.


ANÁLISE

Com periodicidade anual, recorte municipal e abrangência nacional, o IFDM considera três áreas de desenvolvimento - Emprego & Renda, Educação e Saúde - e utiliza-se de estatísticas oficiais divulgadas pelos Ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. Os dados oficiais possibilitaram uma análise detalhada das transformações sociais que marcaram o Brasil na primeira década dos anos 2000. O estudo começou em 2008, comparando os anos de 2005 e 2000, e permite determinar com precisão se a melhora ocorrida em determinado município foi decorrente de medidas políticas ou apenas reflexo da queda de outro município.

O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada localidade em quatro categorias: baixo (de 0 a 0,4000), regular (0,4001 a 0,6000), moderado (de 0,6001 a 0,8000) e alto (0,8001 a 1,0000) desenvolvimento.




OS MELHORES DO RN

1º Natal
2º Parnamirim
3º Mossoró
4º Jardim do Seridó
5º Guamaré
6º Pau dos Ferros
7º Santana do Seridó
8º Alto do Rodrigues
9º Parelhas
10º Caicó

Cedido por Vicente Neto, Jornalista.

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.