Governo leva Samu a todo o RN através do consórcio intermunicipal de Saúde

Até o final de agosto todas as regiões do Estado terão a cobertura do serviço de atendimento móvel de urgência 192, o Samu. A expansão do serviço se dará por meio do consórcio público intermunicipal de saúde, que a partir desta terça-feira (25), em assembléia geral realizada pela manhã, no Sebrae, em Natal, passou a existir de fato e de direito com a aprovação de seu estatuto. No total, 121 prefeituras potiguares já aderiram ao consórcio. 

O governador Iberê Ferreira de Souza participou da reunião e lembrou que já defendia a implantação do consórcio como solução para os problemas municipais. “Esse consórcio é a grande solução na área da saúde e vem ao encontro da política nacional de atenção às urgências médicas. E se há um serviço que deu certo, é o Samu. Só para se ter idéia, o município gastará apenas R$ 0,20 (vinte centavos) por pessoa”, frisou o governador. 

As ambulâncias próprias para este tipo de atendimento já foram adquiridas pelo Governo do Estado. São 64 ambulâncias – 53 de atenção básicas e 11 do tipo UTI. Todas elas estarão equipadas para o atendimento médico de urgência. As unidades móveis serão entregues ao consórcio à medida que as centrais de regulação, para gerir o Samu 192, forem concluídas, o que deve ocorrer, até agosto, segundo o secretário estadual de Saúde, George Antunes. 

Três centrais, em Macaíba, Mossoró e Currais Novos, passarão a regular o serviço em três macros regiões – conforme subdivisão da área territorial do Estado: Metropolitana (com abrangência de 60 municípios e 24 viaturas), Oeste/Alto Oeste (62 municípios e 22 viaturas) e Seridó/Trairi (44 municípios e 18 viaturas). 

A região Metropolitana já dispõe de central de regulação sediada em Macaíba. Neste caso a central será reestruturada em função da ampliação da área de cobertura do Samu 192. Da forma como está hoje, o Samu Metropolitano cobre apenas oito municípios na Grande Natal, segundo Selma Santiago, coordenadora estadual do serviço de urgência. 

A região Oeste já dispõe também de uma central, que fica baseada em Mossoró, mas ali o serviço de atendimento móvel de urgência é bem mais restrito. Neste caso, em função da ampliação da área de cobertura do serviço, a central será, igualmente, reestruturada.

Para a expansão do Samu 192, cujo tempo resposta entre a chamada e o socorro é de 20 minutos, o Governo do Estado está fazendo investimentos da ordem de R$ 6,2 milhões somente para regionalizar o serviço de forma a cobrir 100% do Estado. Além disso, haverá um custeio mensal de R$ 4,5 milhões para o trabalho com as 64 unidades móveis de urgência, dos quais 60% dos recursos serão provenientes do Tesouro Estadual. Na aquisição das ambulâncias, os investimentos, segundo Selma Santiago, foram de R$ 13 milhões. 
O CONSÓRCIO

O consórcio público intermunicipal de saúde tem por finalidade a contratação de serviços de atendimento de atendimento às urgências médicas (implantação do samu) com dispensa de licitação. “Esse consórcio é de suma importância para as administrações municipais, porque a cada dia aumentam os problemas e faltam recursos”, destacou o governador Iberê Ferreira de Souza, que ressaltou a “maturidade política” dos gestores públicos municipais e lembrou que este mesmo consórcio pode servir para viabilizar soluções para outras questões emergentes de saúde pública, como saneamento básico e tratamento do lixo.

“Nossos gestores estão demonstrando vontade política para melhorar a qualidade da prestação dos serviços de saúde ao aderir ao consórcio”, frisou o governador, que aproveitou para determinar ao secretário estadual de Saúde uma campanha para zerar a fila de cirurgias eletivas. Para isso, o Estado fará pequenas melhorias em sua rede hospitalar, com melhorias significativas em suas unidades a fim de que possa atender a todos aqueles pacientes que esperam por cirurgia há algum tempo. 

A primeira assembléia geral para constituição do consórcio público intermunicipal de saúde no Estado foi conduzida pela Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), que tem na sua presidência o prefeito de Lajes, Benes Leocádio. Prefeitos dos municípios integrantes do consórcio participaram da reunião.

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.