Pinterest

Advertise

Notícias do Rio Grande do Norte e Mundo

Principal

Principal

Featured

About me

10 Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text.

Tel: +01 19 9876-54321

Email: contact@mail.com

Popular Posts

About Me

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Other News

World News

NOTÍCIAS DO RN - Rio Grande do Norte
Tecnologia do Blogger.

Comments

Featured

Facebook

Blog Archive

Pesquisar este blog

Follow Us on Facebook

Slide Show

Facebook

Featured Posts

Canal Diário Potiguar

Canal Diário Potiguar

O Diário Potiguar é especializado na cobertura de eventos. Para contratar nossa equipe envie e-mail para: editoriasdiario@gmail.com

Technology

3/Technology/small-col-left

Sports

3/Sports/small-col-right

Header Ads

New Topics

Tags

#FestadoBoi2011 Acari Açu Administração Advocacia Afonso Bezerra Agência de Noticias Agricultura Água Alcaçuz Alerta Alexandria Alimentação Alto do Rodrigues América Angicos Anúncios Apagão Apodi Areia Branca Arena Arês Argentina Arquitetura Artesanato Assembleia Legislativa Assu Audiência Automobilismo Automóveis Baía Formosa Baraúna Barcelona Bastidores Biologia Blog Blogs do RN Boa Saúde Bodó Bom Jesus Bombeiros Brasil Brasília Brejinho Busca Caern Caiçara do Rio do Norte Caicó Câmara Campestre Campo Grande Campo Redondo Canguaretama Caraúbas Carnatal Carnatal 2011 Carnaúba dos Dantas Carnaubais Carnaval CARNAVAL 2009 Carnaval 2010 Carnaval 2011 Carros Ceará Mirim Charge Chuvas Cidadania Cidadania / Lazer CIDADANIA E SOCIAL cidade verde Cidades Ciência Cinema Circo da Folia Cirquinho Clima CMN comércio Comperve Concessionárias Concursos Conquista Contabilidade Contato Copa Copa do Mundo Corrupção Cosern COTIDIANO crea Cruzeta Culinária Cultura Currais Novos Curso Datas comemorativas Debate Ao Vivo Delação Denúncia Desenvolvimento Destaque Diário Potiguar DIREITO Diversão e cidadania ECONOMIA Educação eleções 2008 eleições eleições 2008 Eleições 2012 Eloi de Souza Emprego Empresas ENEM Engenharia Enquetes entidades ENTRETENIMENTO/ CULTURA Entrevista Esporte Estado estradas evento Eventos Eventos. EXAME Executivo Expediente Extremoz F1 Famosos Featured FeedNoticias Felipe Guerra FEMURN Férias FESTA Florânia Fotos Fruticultura Frutuoso Gomes futebol Galinhos Gestão Pública Globo Goianinha gove Governador Dix Sept Rosado Governo Greve Grossos Guamaré Guia do RN Habitação HISTÓRIA DO RN Homenagem Humor Idoso Ielmo Marinho Imóveis Imprensa INFRA ESTRUTURA Integris Internacional Internet Ipanguaçu Itajá Itaú Jacumã Janduís Jardim de Piranhas Jardim do Seridó Jardin de Piranhas João Câmara Jornalismo José da Penha Jucurutu Judiciário Justiça Kart Lagoa dos Velhos Lagoa Nova Lajes Lajes Pintadas Lançamento Lazer LEGISLATIVO Lei Seca Leilão Loteria Lucrécia Luís Gomes Luto Macaíba Macau Major Sales Martins MegaSena Meio Ambiente Mentira Mercado Messias Targino Mídia Ministério Público Mobilização Moda Montanhas Monte Alegre Mossoró Mulher Multimídia Mundo Municípios Musica Música Natal Negócios Nisia Floresta Nísia Floresta NOTA NOTÍCIAS Notícias do RN NOTICIAS RN noticiasdorn Nova Cruz Nova Parnamirim OAB oeste OLIMPÍADAS 2008 Ongs Opinião Oportunidade Ouro Branco Outubro Rosa Parabéns Paraú Parazinho Parceiros Parelhas Parnamirim Passa e Fica Patu Pau dos Ferros Pedra Preta Pedro Avalino Pedro Velho Pendências Pesar Pipa Plantão Poço Branco Polícia Política Política do RN Porto do Mangue Presidente Previsão Principal PROMOÇÃO Protesto Psicologia Publicidade Pureza Quem Somos Rádio Rafael Fernandes Rafael Godeiro Recursos Humanos Regional Religião Repórter Celular Réveillon Riacho da Cruz Rio do Fogo RN RN Política Rodolfo Fernandes Rui Barbosa Ruy Barbosa Saindo Samu Santa Cruz Santana do Matos Santo Antônio São Bento do Norte São Fernando São Gonçalo São João São João do Sabugi São José de Mipibu São José do Seridó São Miguel São Miguel do Gostoso São Paulo do Potengi São Tomé São Vicente SAÚDE Sebrae Seca Segurança Semana Santa Senado Seridó Serra de São Bento Serra do Mel Serrinha dos Pintos Severiano Melo Show Sisu Site Sitio Novo social Sociedade Solidariedade Sugestão Taipu Tangará Teatro Tecnologia Telefonia TelexFree Tempo Tenente Laurentino Tibau Tibau do Sul Timbaúba dos Batistas Touros Tragédia Trairi Transito Trânsito Transporte Triunfo Potiguar Turismo TV Twitter UERN UFRN Umarizal unicef Upanema Utilidade Pública Veículos Vendas Venezuela Venha-Ver Vera Cruz Verão vestibular Viçosa Vila Flor Vlog Zona Norte Zumbi

Hot News

Ads

Tag

Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

Videos

recent comments

Diário Potiguar

Popular Posts

Notícias do RN

Polícia

Video News

STF vota a favor de tese que pode anular condenações da Lava Jato

Rosinei Coutinho/SCO/STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) votou ontem (26) a favor da tese jurídica defendida por advogados de investigados na Lava Jato e que pode anular várias condenações oriundas das investigações, segundo avaliação da força-tarefa de procuradores que atuam na operação.

Por 7 votos a 3, a Corte decidiu que advogados de delatados podem apresentar as alegações finais, última fase antes da sentença, após a manifestação da defesa dos delatores. Atualmente, o prazo é simultâneo para as duas partes, conforme o Código de Processo Penal (CPP). Na prática, a maioria dos ministros entendeu que o delatado pode falar por último nesta fase, mesmo não estando previsto em lei. O entendimento foi baseado no princípio constitucional do contraditório e da ampla defesa.

Com a decisão, condenações em que as defesas não falaram por último na etapa final do processo poderão ser anuladas, e o processo deverá voltar à fase de alegações finais na primeira instância da Justiça. A repercussão da decisão nos casos que estão em tramitação em todo o país deverá ser decidida pela Corte na semana que vem.

Votos

Na sessão da quarta-feira (25), o relator do caso, ministro Edson Fachin, votou contra a tese dos advogados de investigados na Lava Jato. Segundo Fachin, não há na lei brasileira regra obrigando a concessão de prazo para que a defesa do delatado se manifeste após os advogados dos delatores nas alegações finais.

Na sessão desta tarde, o ministro Alexandre de Moraes abriu a divergência e afirmou que a defesa tem direito de refutar todas as acusações que possam influencia na condenação, inclusive nas alegações finais, mesmo que não esteja previsto no CPP. Dessa forma, segundo o ministro, o acusado tem o direito de falar por último nesta fase do processo.

"O princípio da ampla defesa, do devido processo legal, do contraditório, consagrados constitucionalmente, não como alguns fazem questão de salientar, não são firulas jurídicas, não são meras burocracias para atrapalhar o processo. O devido processo legal, contraditório e a ampla defesa são princípios que formatam o Estado de Direito", disse.

A ministra Rosa Weber e os ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello e Dias Toffoli seguiram o entendimento. Na próxima sessão, Toffoli também deverá propor uma solução para os casos futuros.

Em um discurso enfático contra a corrupção, o ministro Luís Roberto Barroso lembrou que o julgamento envolve um ex-gerente da Petrobras condenado por cobrança de mais de R$ 30 milhões de propina.

Para Barroso, a tentativa de anulação das sentenças é um esforço para barrar o enfrentamento à corrupção. Barroso citou medidas que foram tomadas para barrar o avanço da Lava Jato, como processos que foram tirados da Justiça Federal em Curitiba, julgamento que considerou a condução coercitiva inconstitucional e decisão da Corte que entendeu que deputados não podem ser afastados mandato.

"Não é natural desviar dinheiro, nós precisamos romper esse paradigma. Garantismo significa direito de saber sobre o que é acusado, direito de apresentar defesa, direito de produzir provas, direito de ser julgado por um juiz imparcial. Garantismo não significa direito a um processo que não funcione, que não acabe, que sempre produza prescrição", afirmou.

Segundo Barroso, as alegações finais não são um momento de inovação no processo e se limitam a analisar as provas já produzidas. "Inexiste previsão legal de que réus que não colaboradores apresentem alegações finais após os réus colaboradores. isso não está sito em lugar nenhum", acrescentou.

O entendimento de Barroso também foi seguido pelos ministro Luiz Fux, além do relator.

O caso foi discutido no habeas corpus em que a defesa do ex-gerente da Petrobras Márcio de Almeida Ferreira, condenado na Lava Jato a 10 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, pediu a anulação da sentença para apresentar novas alegações finais no processo que correu na Justiça Federal em Curitiba. Com o resultado do julgamento, a condenação foi anulada, e o processo voltará à fase de alegações finais na Justiça Federal em Curitiba.

Bendine

O julgamento da questão pelo plenário foi motivado pela decisão da Segunda Turma do Supremo que anulou a condenação do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine.

Em agosto, o colegiado decidiu, por 3 votos a 1, que os advogados de Bendine têm direito de apresentar alegações finais após os delatores do caso, fato que não ocorreu no processo. Dessa forma, a sentença foi anulada, e o processo voltou para a fase de alegações finais na Justiça Federal no Paraná.

Bendine foi condenado em março de 2018 pelo então juiz Sergio Moro. Em junho deste ano, o Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, reduziu a pena de 11 anos para 7 anos e 9 meses de prisão, mas manteve a condenação, que poderia ser executada em breve com base na decisão do STF que autoriza a prisão após o fim dos recursos em segunda instância.

Por André Richter - Agência Brasil | Edição: Nádia Franco 


Agência

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo.

Nenhum comentário:

Deixe o seu comentário

Arquivo de Notícias