Prefeito e vereadores se reuném para discutir melhorias no transporte público

O prefeito Carlos Eduardo informou nesta última segunda-feira (14) que a gestão municipal espera concluir os estudos para a implantação da bilhetagem única no sistema de transporte público da capital potiguar até julho deste ano, e também trabalha para entregar até dezembro próximo o projeto de licitação do sistema de transporte coletivo de Natal. Esses levantamentos estão sendo elaborados pelo Instituto para Desenvolvimento do Sistema de Transporte (Idestra), uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), que tem expertise na área, tendo elaborado programas semelhantes para o Ministério dos Transportes e para várias prefeituras de todo o Brasil.

Esses prazos foram apresentados em reunião realizada nesta segunda-feira (14), no salão nobre do Palácio Felipe Camarão que contou com a participação do Procurador Geral do Município, Carlos Castim, da secretária municipal de Mobilidade Urbana, Elequicina dos Santos, além dos vereadores Felipe Alves, George Câmara, Franklin Capistrano, Bispo Francisco de Assis, Ary Gomes, Eleika Bezerra, Dagô e Júnior Grafith. Todos os parlamentares da Câmara Municipal foram convidados, mas apenas oito vereadores compareceram. O líder do governo no legislativo municipal, Júlio Protásio, justificou a ausência, pois se internou para se submeter a um procedimento cirúrgico.

Carlos Eduardo agradeceu a presença dos vereadores e explicou que a bilhetagem eletrônica ainda não foi implementada em virtude da condição financeira da gestão municipal que não tem condição de arcar com essa despesa, vez que o Sindicato dos Proprietários de Transportes Alternativos de Passageiros (Sitoparn) não apresentou uma empresa para instalar o sistema em seus veículos e o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos do Município de Natal ( Seturn) não quis compartilhar o sistema utilizado na frota de ônibus de Natal.

Já o projeto de licitação do transporte público da capital foi concluído no final do ano passado, mas atendendo uma solicitação do Sitoparn que pediu para aumentar o número de linhas de 82 para 177, à administração municipal teve que refazer todos os estudos com esse novo cenário, atrasando o processo.




O prefeito disse ainda que o maior compromisso de sua gestão é com o usuário do sistema de transporte coletivo da cidade: “Não aceitamos ser reféns nem do Seturn nem do Sitoparn. Eles são concessionários de serviços públicos e irão se submeter a regras claras e éticas sob a fiscalização séria do município”, destacou. Carlos Eduardo mostrou muita confiança em relação ao trabalho desenvolvido pelo Instituto para Desenvolvimento do Sistema de Transporte (Idestra) que vai fazer um estudo imparcial e técnico que vai trazer muitos benefícios para a população natalense. O chefe do executivo municipal garantiu também que até o final de 2015 a sua administração vai implantar o Programa de Mobilidade Urbana de Natal.

ASSESSORIA

Editor

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.