Professores da rede estadual de ensino entram em greve por tempo indeterminado

Cézar Alves/Editor
Os professores da rede estadual de ensino acabam de decretar greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada na manhã desta terça-feira, 28, na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Rio Grande do Norte (Sinte), em Natal.
A professora Fátima Cardoso, Coordenadora Estadual do Sinte, explicou que havia uma pauta com várias reivindicações que o governo do Estado assumiu compromisso por escrito que iria atender no dia 28 de fevereiro de 2013. Este compromisso ficou para 29 de agosto.
E segundo Fátima Cardoso, o Governo do Estado novamente não atendeu o que prometeu. “Agora não queremos mais nada escrito e muito menos prometido de boca. Queremos ação prática ou iremos à exaustão com a greve”, diz a coordenadora Fátima Cardoso.
Entre as reivindicações dos professores, está dois projetos de lei que o governo deveria ter enviado para aprovação na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte. Um sobre a gestão democrática nas escolas e outro sobre redimensionamento do porte das escolas.
Fátima Cardoso também fala sobre gratificações dos servidores nas escolas, das letras (uma espécie de promoção que os professores têm direito) que não estão sendo atendidas pela Secretaria Estadual de Educação e pagas pelo Governo do Estado.
“Também está na pauta um pedido para o Governo do Estado convocar mais professores e fazer processo seletivo para substituir temporariamente os professores que saíram para fazer especialização, mestrado e doutorado”, acrescenta a professora.
Sobre os aumentos que o Governo do estado tem concedido aos professores, Fátima Cardoso disse que o último aumento anunciado foi na verdade um repasse do Piso Nacional e que o Governo do Estado divulgou a informação com outra conotação.
Por defato

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mortos em Alcaçuz pode superar Manaus

Morte trágica em Macau