ENTREVISTA: Sequestradores de Fabinho Porcino não fizeram contato com a família


Fábio Porcino conversou com o jornalista César Santos
O casal de empresáriso Fábio Porcino/Kesia viveu o pior momento de sua vida nos últimos quatro dias, em que o filho Fabinho esteve nas mãos de sequestradores. No início da tarde desta sexta-feira (14), a grande emoção, quando recebeu a notícia que Fabinho havia sido libertado pela polícia.
Agora pouco, por telefone, Fábio Porcino conversou com o titular do blog. Ele conta o seu sofrimento e de sua família durante o sequestro. Diz que não recebeu nenhuma ligação dos sequestradores. E fala da alegria de ter o seu filho de volta, com vida.
Leia:
Como foi que no senhor recebeu a notícia da libertação de Fabinho?
Eu estava em Natal, por volta das 13h10, quando recebi uma ligação de orelhão. Era a polícia, direto de uma fazenda que fica a 120 quilômetros do Canindé (CE), afirmando que o meu filho havia sido libertado. A ligação estava muito ruim, porque era distante da cidade, mas nos trouxe a grande alegria.

Nesses dias de cativeiro de Fabinho, a família recebeu ligação e pedido de dinheiro dos sequestradores?
Não. Eu, minha esposa (Késia Porcino) e minha filha (Gabi) ficamos em Natal, esperando por notícia. Não recebi nenhuma ligação ou pedido de dinheiro. Eles não fizeram qualquer contato. Ficamos aguardando, angustiados. A falta de notícia provoca aflição, era assim que estávamos sentindo. Mas, graças a Deus, a polícia foi eficiente e libertou Fabinho com vida.

Fabinho está onde agora?
De Canindé ele para Fortaleza (CE), onde prestou depoimento a Polícia Federal. O retorno a Mossoró será hoje, no finalzinho da tarde. Estamos voltando para Mossoró agora; vamos reencontrar Fabinho.

O senhor tem detalhes de como Fabinho foi tratado pelos sequestradores, como era o cativeiro?
Não. Ainda não falei com meu filho, nem a polícia passou detalhes. Fabinho vai conceder uma entrevista coletiva à imprensa, amanhã. Ele responderá a todos.

Alguma mensagem para as pessoas que rezaram por seu filho?
Quero agradecer a todos que torceram pela vida de Fabinho. Aqueles que rezaram e sofreram junto com nossa família. Quero agradecer a você, César, pela compreensão e a forma como conduziu a informação do caso.
Jornal de Fato 

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.