Portões de residência são fechados; Bento XVI deixa de ser papa

Da sacada de sua nova residência, Joseph Ratzinger definiu-se como "um peregrino que inicia a última etapa de sua peregrinação nesta terra" 

Bento XVI acena da sacada da residência de Castel Gandolfo em sua última aparição pública como PapaFoto: Reuters
Encerrando o ciclo de despedida anunciado no último dia 11, Joseph Ratzinger deixou o Vaticano na tarde desta quinta-feira e dirigiu-se a Castel Gandolfo, onde agradeceu aos fiéis em sua última aparição pública na condição de Papa.
Bento XVI embarcou em um helicóptero pouco após as 17h (13h de Brasília) e chegou cerca de 20 minutos depois em Castel Gandolfo, onde viverá durante a realização do Conclave. Já na pequena cidade italiana, ele falou rapidamente para uma multidão aglomerada em frente à sua nova residência e despediu-se dos fiéis, encerrando seu ciclo à frente da Igreja Católica, uma das maiores religiões monoteístas do mundo.
"Caros amigos, obrigado por sua amizade e afeto. Vocês sabem que esse é um dia diferente para mim. Eu ainda sou pontífice, mas depois das 20h não serei mais", disse Bento XVI, em italiano, da sacada da sua nova residência em sua última aparição pública como Papa.
Guarda Suíça fecha os portões da residência de Castel Gandolfo, encerrando a formalidade do fim do Pontificado de Bento XVI Foto: AP
Guarda Suíça fecha os portões da residência de Castel Gandolfo, encerrando a formalidade do fim do Pontificado de Bento XVI
Foto: AP
"Sou simplesmente um peregrino que inicia a última etapa de sua peregrinação nesta terra", disse em frente à multidão de cerca de 10 mil pessoas que acompanhavam sua despedida do mais alto posto da Igreja Católica. "Sigamos adiante com o Senhor para o bem da Igreja e do mundo", disse. "Obrigado a todos, e boa noite", encerrou o Papa, e se retirou de cena.
Pontualmente às 20h (16h), a Guarda Suíça fechou os portões do refúgio e deixou Castel Gandolfo, encerrando a formalidade do fim do Pontificado de Bento XVI. A partir de agora, Joseph Ratzinger passa a ser chamado 'Sua Santidade, Papa emérito', título por ele escolhido.
Mais cedo, ainda no Vaticano, Bento XVI despediu-se pessoalmente de seus cardeais e declarou obediência e reverência a seu sucessor. "Continuarei próximo a vocês em orações, especialmente nos próximos dias... quando vão eleger o próximo papa a quem hoje eu declaro minha reverência e obediência incondicionais", disse.
Ontem, Bento XVI participou de sua última audiência de quarta-feira no Vaticano. "Sentindo que as minhas forças tinham diminuído, pedi a Deus com insistência que me iluminasse com a sua luz para tomar a decisão mais justa, não para o meu bem, mas para o bem da Igreja", falou, reiterando os motivos que o levaram à inesperada decisão. "Nestes quase oito anos, sempre senti que, na barca, está o Senhor, e sempre soube que a barca da Igreja não é minha, não é nossa, mas do Senhor", completou.

Joseph Aloisius Ratzinger, natural de Marktl am Inn, Alemanha, foi eleito Papa no dia 19 de abril de 2005. Com o nome Bento XVI, ocupou o mais alto cargo da Igreja Católica por aproximadamente 7 anos e 10 meses até que, no dia 11 de fevereiro de 2013, surpreendeu ao anunciar sua renúncia.
Declarando-se não mais apto a exercer o ministério de São Pedro, Bento XVI tornou-se o quarto papa em toda a história do catolicismo a renunciar. Espera-se que Ratzinger more por até dois meses em Castel Gandolfo, período durante o qual os cardeais deverão escolher seu sucessor, provavelmente a partir da primeira quinzena de março.
TERRA

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.