Novo Prisma, a partir de R$ 34.990, chega equipado


  • Murilo Góes/UOL
    Renascido, Prisma tem traseira curta e bom nível de equipamentos (a cara é a do Onix)
    Renascido, Prisma tem traseira curta e bom nível de equipamentos (a cara é a do Onix)
Após os flagras, a Chevrolet finalmente lança, nesta terça-feira e quarta-feira (26 e 27), em Joinville (SC), a nova geração do Prisma. Agora, o sedã pequeno é feito sobre a plataforma GSV (sigla em inglês para "Veículo Compacto Global") e derivado do hatch Onix -- ou seja, deixa de lado o parentesco com o antiquado Celta para se atualizar e ganhar espaço.
Preços e configurações, ainda não confirmados pela GM, estão disponíveis no site para o consumidor da Chevrolet (www.chevrolet.com.br), na opção "monte seu carro". São eles:

- Chevrolet Prisma 1.0 LT: R$ 34.990
- Chevrolet Prisma 1.4 LT: R$ 39.090
- Chevrolet Prisma 1.4 LTZ: R$ 45.990

São duas versões de acabamento, LT (a opção intermediária da gama atual da GM) e LTZ (topo), e dois tipos de motores, de 1 e 1,4 litro. Por enquanto, o único câmbio disponível é um manual de cinco marchas -- espera-se, para logo, o uso do câmbio automático de seis marchas, disponível também em Sonic, Spin, Cobalt, Cruze... resumindo, em praticamente toda a linha da Chevrolet.
A pintura metálica também tem seu custo: R$ 1.000 adicionais.
VELHO CONHECIDO
Os motores do Prisma são os mesmos que equipam o Onix. São chamados pela GM de SPE/4, mas o mesmo site público que entrega o preço, revela a origem: o conhecido Econoflex, modificado para ficar mais leve e ter o atrito interno reduzido, melhorando o desempenho e o consumo.

Em sua configuração "mil" rende 80 cv e 9,8 kgfm de torque, enquanto o de 1,4 litro gera 106 cv e 13,9 kgfm de torque, sempre considerando o uso do etanol. Com gasolina, os motores geram 78 cv/9,5 kgfm e 98 cv/13 kgfm, respectivamente.
Dados da GM indicam números de performance, mas não de consumo. A marca também não participa dos testes de medição do Inmetro. O novo Prisma 1.0 acelera de 0 a 100 km/h em 12,7 segundos (etanol) e 13 s (gasolina). O 1.4 faz em 10,7 s (etanol) e 12 s (gasolina). A velocidade máxima do carro, independentemente do motor, é limitada em 180 km/h.
AGORA TEM CONTEÚDO
Novidade para o novo Prisma também no pacote, que vem recheado. Desde a versão inicial o sedã traz de série direção hidráulica, freios com ABS (sistema antitravamento), EBD (distribuição da força da frenagem) e airbags duplos frontais (obedecendo a lei que passa a vigorar totalmente em 2014) e sensor de estacionamento.


Fora isso, o Prisma 1.0 tem ainda coluna de direção com ajuste de altura, acendimento das luzes do carro após o destravamento das portas, travamento automático das portas ao atingir 15 km/h, chave do tipo canivete com abertura do porta-malas por botão, vidros elétricos dianteiros, alarme e protetor de cárter. Os para-choques são sempre na cor da carroceria e as rodas de 14 polegadas (com calotas).
Já a configuração 1.4 LT ganha banco do carona rebatível, lanternas com lentes escurecidas e rodas de 15 polegadas (mas também com calotas). Até aqui, ar-condicionado e o sistema MyLink (tela sensível ao toque que reúne computador de bordo, sistema de som e telefonia, além de outros recursos que podem ser ativados posteriormente, pela internet) são opcionais.
Por fim, a versão 1.4 LTZ traz ar-condicionado e MyLink de série, faróis e lanterna de neblina, vidros traseiros e retrovisores externos com regulagem elétrica e rodas de alumínio de 15 polegadas. Um opcional interessante é a câmera de ré conectada à tela central.
Entre os acessórios oferecidos nos concessionários, o Prisma 2013 tem DVD para os encostos de cabeça dos bancos dianteiros, pedaleiras esportivas, frisos cromados, luzes de faróis e lanternas na configuração Effect Blue, além de adesivos. O detalhe estranho: os bancos de couro também são vendidos como acessórios, quando o corriqueiro é oferecê-los como item de série ao menos nas versões mais equipadas.
UOL


NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.