Jeep arrisca tudo no visual do novo Cherokee; você gostou?


Novo Cherokee: ousadia pouca é bobagem, pelo menos para os designers da Jeep (Divulgação)

A Jeep, marca do grupo Fiat-Chrysler, já exibe fotos oficiais da nova geração do Cherokee, um de seus modelos mais tradicionais. O lançamento oficial será no final de março, no Salão de Nova York (EUA).
As primeiras imagens do SUV, somente da dianteira, mostram que os designers da Jeep apagaram o passado radicalmente. O Cherokee (conhecido nos Estados Unidos como Liberty) tinha visual aparentado ao do Wrangler e, portanto, mais próximo do histórico modelo que virou sinônimo de utilitário robusto. Agora, apesar da cara novíssima, ele ficou muito mais próximo do Grand Cherokee -- que é maior, mais luxuoso e mais urbano.

Tendo como base uma plataforma global do grupo Fiat-Chrysler, o novo Cherokee aposta num conjunto óptico bastante atípico, com três seções de luzes dispostas verticalmente, todas de pequeno porte. Trata-se de uma evolução estética até esperável, à medida que os sistemas de iluminação automotiva ficam mais eficientes. Os LEDs, por exemplo, não precisam do auxílio de grandes superfícies refletoras.

Pouco antes de a Jeep mostrar o novo Cherokee, a Citroën exibiu imagens de um conceito do provável substituto do C4 Picasso, ostentando conjunto de luzes semelhante ao do novo Cherokee no que se refere a sua concepção. Em seguida, o carro foi flagrado em movimento na Espanha. O Nissan Juke é outro exemplo desse tipo de visual.

A questão é: ficou bom? Há que já compare o novo Cherokee ao Pontiac Aztek e ao Fiat Multipla, dois modelos que frequentam assiduamente as listas de mais feios de todos os tempos -- e cuja identidade visual também incluía conjunto óptico fracionado.

UOL

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.