Henrique Alves enfraquece tese petista de julgamento político do mensalão

O comando petista ficou em silêncio. Mas houve, sim, um grande desconforto entre os petistas com a posição do novo presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) de encerrar o confronto com o Supremo Tribunal Federal. Ele tem entendimento diferente do seu antecessor, o petista Marco Maia, e defende uma solução consensual sobre a perda de mandatos dos parlamentares condenados no julgamento do mensalão.

Para um dirigente petista ouvido pelo Blog, o ato de resistência da Câmara era fundamental para passar a versão de que houve um julgamento político do mensalão. Essa postura de Henrique Alves, reconhece esse petista, enfraquece o argumento da cúpula do partido.

Uma coisa é certa: se Henrique Alves desagradou setores petistas, criou um novo ambiente na Câmara. Isso porque a maioria da Casa não gostaria de passar pelo desgaste de passar por um longo processo de cassação de deputados já condenados pelo STF.


Gerson Camarotti 
G1

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.