Santuário do Lima, em Patu, recebe a arte do presépio natalino de Ricardo Veriano

Santuário do Lima, em Patu, recebe a arte do presépio natalino de Ricardo Veriano

Tom pardecento e terroso da mostra do artista, natural de Patu, retrata a seca nordestina

O presépio é o único símbolo natalino inspirado na Bíblia e mesmo séculos após sua origem, que de acordo com relatos históricos teria se dado na região de Lácio, na Itália, continua sendo uma das mais importantes peças de decoração usadas nesta época do ano. No século XVI a tradição de montar o presépio dentro de casas das casas das famílias católicas, no período natalino, se propagou por toda Europa e, logo em seguida, em outras regiões do mundo. No Brasil, a tradição chegou com a colonização portuguesa, trazida especialmente pelos missionários franciscanos e jesuítas. 

Assinada pelo artista patuense Ricardo Veriano, com a colaboração de crianças, idosos, domésticas e camponeses locais, foi montado na cidade de Patu, o Presépio Natalino do Santuário do Lima. Até o dia 31 de janeiro o público poderá apreciar a bela obra que nos apresenta não só um belíssimo cenário de fé, mas também a contextualização da realidade da seca nordestina através da técnica da taipa de pilão, também conhecida como pau a pique.

A sustentabilidade é uma das características mais marcantes da mostra, que conta com imagens francesas restauradas que datam do século passado. A técnica escolhida, taipa de pilão, consiste na armação de estruturas com ripas de madeira ou bambu com uma mistura de barro, sendo assim uma técnica que possibilita uma redução da utilização dos recursos naturais. De acordo com o artista, o caráter sustentável do presépio foi reforçado com a ajuda de um morador local, grande conhecedor dos materiais que podem ser utilizados na técnica sem que haja depredação da natureza.

Diferentemente do ano anterior, quando foi usada a sobreposição de pedras e materiais contemporâneos, este ano o presépio foi montado basicamente com napa e barro extraído da própria região. O cenário, por sua fez, foi mantido, mas dessa vez com efeitos à natureza reduzidos.

Este ano a mostra ganha o apoio da Secretaria Extraordinária de Cultura do RN e Fundação José Augusto, buscando preservar essa que é uma das tradições mais autênticas e populares que dão forma à celebração do Natal. Para Veriano, essa parceria é importante afim de que se aumente a visibilidade do Presépio do Santuário de Lima, que se encontra no epicentro de romeiros de todo o estado.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Fundação José Augusto

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.