Eleito em São Paulo, Haddad fala em derrubar muro entre o rico e o pobre

O prefeito eleito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou, em seu primeiro discurso logo após o resultado final do segundo turno ser divulgado, que sua gestão vai priorizar a diminuição das desigualdades. "Vamos derrubar o muro da vergonha, que separa os ricos e os pobres", afirmou.

O petista agradeceu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva --"viva o presidente Lula", disse. "Agradeço o presidente Lula pela indicação, pelo apoio sem os quais seriam impossível eu lograr qualquer êxito nesta eleição", declarou Haddad.
O petista também agradeceu a presidente Dilma Rousseff. "Quero agradecer fortemente a presidenta Dilma Rousseff pela presença vigorosa na campanha desde o primeiro turno, pelo estímulo pessoal e o o conforto nos momentos mais difíceis dessa campanha", afirmou.
O prefeito eleito também fez referência aos aliados ao agradecer a vice, Nádia Campeão (PC do B), e ainda dos partidos que se juntaram à campanha no segundo turno -- ele citou o deputado estadual Gabriel Chalita (PMDB-SP), que saiu derrotado no primeiro turno das eleições, e o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB).Militantes que acompanharam o discurso, quando foi citado o nome de Lula, começaram a cantar o jingle da campanha do ex-presidente, o "olê, olê, olê, olá, Lula". O discurso do petista foi feito de improviso e durou cerca de 13 minutos.

Haddad agradeceu aos seus opositores "que me obrigaram, nesta campanha, a extrair o melhor de mim para poder superá-los em uma disputa limpa e democrática".
Por UOL

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.