RN deverá contar com nova fábrica em Macaíba


A governadora Rosalba Ciarlini recebeu na tarde desta quarta-feira (12) os empresários Jean Pierre Bernard Jouclas, Hans Erik Johansson e Eurilo Ferreira da Rocha Neto, da FBS Termoplásticos Ltda. Na pauta da reunião estava a instalação de uma nova fábrica no Rio Grande do Norte, no município de Macaíba.

"O Governo do RN recebe de bom grado novos investidores, pois queremos que o estado se desenvolva através de mais empregos e qualificação profissional, aumentado a renda do potiguar e a circulação recursos", afirmou a governadora Rosalba Ciarlini.

O empreendimento terá três fases de investimentos. Na primeira fase, que será de construção e implantação do parque industrial, a injeção de recursos será da ordem de R$ 6,8 milhões e deverá gerar 100 empregos diretos e cerca de 300 indiretos. "Como iremos produzir alguns materiais inovadores para a construção civil do Nordeste, os processos de treinamento para o uso do produto já vai também gerar outros empregos", explica Eurilo Neto.

A FBS Termoplásticos Ltd. Deverá ser instalada no município de Macaíba, região metropolitana de Natal. De acordo com os empresários a escolha do Rio Grande do Norte se deu graças à localização privilegiada do estado para o desenvolvimento de estratégicas de logística, já que cidades como Fortaleza, Recife, João Pessoa, Mossoró, Campina Grande e Petrolina estão em um raio de 500 km de distância, garantindo bons preços de transporte. "Aqui também temos o porto e contaremos com o Aeroporto de São Gonçalo para dar suporte ao transporte de produtos", disse Eurilo Neto.

Outros fatores apontados pelo grupo foram as demandas econômicas do estado, que tem como principais atividades a fruticultura, pescado e construção civil. Além de produtos voltados para construção civil, a fábrica também irá atender ao mercado da agroindústria, com a produção de caixas e bandejas para transporte de frutas e pescados. Outra linha de produtos é a de descartáveis e embalagens, feitas a partir de materiais reciclados.

O grupo já possui a licença de instalação concedida pelo Idema e pretende viabilizar a instalação da fábrica em 90 dias, sendo o tempo de montagem das linhas de produção estimado em outros 90 dias. "No futuro, de acordo com a realidade encontrada daremos início às fases dois e três, que prevêem expansão de maquinário e a produção de painéis térmicos isolantes", afirmou Eurilo Neto.

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.