Governo amplia escolta à Rosalba devido a revolta

Há uma preocupação redobrada com a segurança pessoal da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) da capital ao interior. Suas movimentações externas para eventos político-administrativos causam apreensão.
O Blog conversou longamente com uma fonte credenciada, ligada à tarefa de oferecer salvaguarda à governadora.
- O único lugar que a gente ainda trabalha com uma certa tranquilidade é em Mossoró – disse essa fonte.
Depois dos incidentes em Currais Novos, à semana passada, em que a governadora e seu secretário de Desenvolvimento Econômico, o baiano Betino Gama (PTB-BA), foram vaiados ruidosamente, o sinal de alerta se ampliou.
A princípio, cerca de dez homens trabalhavam diretamente na escolta da governadora em seus compromissos, sempre à paisana. Aos poucos houve ampliação desse número. Em determinadas ocasiões chegam a ser utilizados até 25 pessoas.
O armamento levado também foi reforçado e diversificado.
O que se observa, não é apenas um clima de ressentimento e decepção com o governo, mas o transbordamento de revolta.
Daí o medo de que algo de mais grave possa acontecer.
Por Carlos Santos - Herzog 

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.