Sinistro: Polícia Federal apreende informações em escritório de Advocacia em Nova Parnamirim

Conforme foi noticiado pela imprensa, três advogados foram presos nesta quinta-feira, 14, durante a Operação Sinistro, da Polícia Federal, contra um esquema de fraude de indenizações do seguro Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT). O esquema fraudulento causou mais de R$ 30 milhões de prejuízos a beneficiários de seguro nos últimos 5 anos, segundo a PF. 



Polícia abre porta de escritório 


Cumprindo mandados de busca e apreensão, a Polícia Federal abriu um escritório de advocacia em Nova Parnamirim no intuito de colher informações e documentos necessários para a investigação. Na ocasião, segundo informações de um porteiro do local do empreendimento, os agentes da PF trouxeram um profissional para abrir o escritório. Como se tratava de advogado, estava presente na diligência um representante da OAB.

Como funcionava o esquema

De acordo com a PF, integrantes do esquema entravam com ações judiciais de indenização. Eles pagavam propina a servidores para agilizar o trâmite. Os supostos beneficiários não sabiam do processo e, na audiência, eram substituídos por membros do grupo. Nas decisões favoráveis, os advogados recebiam os alvarás judiciais de pagamento de indenização e ficavam com o dinheiro.

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.