PF autua em Natal homem acusado de comercializar lagosta no período do defeso

A Polícia Federal autuou em flagrante no final da tarde desta quinta-feira, 12 de janeiro, um vendedor potiguar, de 38 anos, suspeito de comercializar lagosta no período do defeso.



O homem foi detido por militares da Polícia Ambiental que realizavam uma inspeção de rotina no bairro da Redinha, Zona Norte da capital.

Encontrado nas proximidades da rótula da Ponte Newton Navarro, ele estava de posse de 93 lagostas, de tamanhos diversos, acondicionadas em uma caixa de isopor.

Conduzido para a sede da PF em Lagoa Nova, o acusado ao ser interrogado declarou que havia adquirido os crustáceos de uma  pessoa desconhecida na praia da Redinha e que tinha consciência de que estava cometendo um crime, uma vez que período do defeso só termina no próximo dia 31 de maio, mas mesmo assim preferiu "arriscar".

Autuado na Lei de Crimes Ambientais, o comerciante após ser submetido a exame de corpo de delito no ITEP, foi solto mediante o pagamento de fiança e responderá ao processo em liberdade.

A lagosta apreendida foi encaminhada ao IBAMA, o qual por sua vez fará a doação para entidades assistenciais cadastradas por aquele órgão.

Com informações da PF

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.