Sindicalista diz que governo quebrou acordos e põe em xeque sua credibilidade

Em entrevista ao JORNAL DA MANHÃ, da 95FM, o presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Indireta (SINAI), Santino Arruda, apresentou e leu trecho do ofício n. 1565/2011-GAC, assinado em 8 de julho pelo secretário-chefe da Casa Civil, Paulo de Tarso Fernandes. No ofício, assinado depois que os servidores aceitaram encerrar a greve, o representante do Governo escreveu: "Quanto à implantação dos diversos Planos, o Governo, de setembro a dezembro próximos, tomará tal providência em parcelas iguais".


Santino Arruda revelou que na última quarta-feira, na reunião com o secretário Anselmo Carvalho, fez questão de ler novamente o ofício com os termos do acordo firmado em julho. O sindicalista lamentou a postura do secretário e disse que a tentativa dele de desqualificar os servidores e os termos do acordo firmado revelam "falta de competência" e coloca em xeque a credibilidade do Governo que assinou acordos para encerrar as greves e agora procura negá-los.

Ainda no Jornal da Manhã, Santino Arruda disse que o SINAI já promoveu assembleias  com os servidores da Fundação José Augusto, Idema, Idiarn, Detran e Emater. Todas aprovaram indicativo de greve para 4 de outubro. Hoje e amanhã, novas assembleias serão realizadas pelo SINAI com os servidores do DER, Ceasa, Emparn e Técnicos de Nível Superior de outras secretarias.

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.