Polícia Civil aprende droga, armas e prende cinco acusados de tráfico em Parnamirim


A 1ª. Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim prendeu no final da tarde desta sexta-feira (23) cinco acusados de tráfico de drogas, apreendeu cerca de seis quilos de maconha, duas balanças de precisão, uma pistola, três facas, além de 34 cápsulas calibre 380. O flagrante aconteceu após um mês de investigação, nas proximidades do bairro de Liberdade, num local conhecido como "Gruta".



          Paulo César Trajano Diniz, 35 anos, conhecido como "Mamoa", é apontado pelos policiais como o dono da boca de fumo. Diariamente, de acordo com a investigação, ele vendia maconha naquele ponto. Ao ser abordado, o acusado reagiu à prisão, chegou a se agarrar em um agente de Polícia Civil e só foi detido após ser baleado na perna esquerda. Os outros presos são: Osivan Santos Miranda, 24 anos, conhecido como "Natural"; Heloilson Wagner Nascimento dos Santos, 18 anos; Ewerton Maurício de Carvalho, 18 anos e Alberto Santos de Souza, 32 anos, o "Boca".

      O delegado Graciliano Lordão disse que o empenho dos policiais civis, que trabalharam nas madrugadas, em finais de semana, acompanhando a intensa movimentação na "Gruta", resultou nas prisões e apreensões. "O homem apontado como o chefe, Mamoa, era procurado há mais de três anos. A área onde ele comandava o tráfico fica no meio de um matagal, onde o acesso era muito conhecido por traficantes e usuários de drogas. Nossa equipe filmou em diversos momentos e temos imagens de muitas pessoas envolvidas no crime. Apreendemos até o balde plástico que eles usavam para guardar a droga e uma espécie de porrete usado para bater nas facas e cortar os tabletes de maconha", disse.

        A "Gruta" fica nas proximidades também do bairro de Cajupiranga, por onde muitos envolvidos no tráfico de drogas seguiam até chegar ao acesso que dava no ponto de venda da maconha. A Polícia Civil tem imagens de homens portando armas, de jovens indo comprar entorpecentes em bicicletas e de uma mulher que também está sendo investigada.

         Até o começo da madrugada deste sábado (24), quatro dos acusados continuavam sendo interrogados. "Mamoa", por ter sido baleado, encontrava-se internado no Hospital Regional Deoclécio Marques. O delegado Graciliano Lordão disse que o quinteto seria autuado por tráfico e associação ao tráfico de drogas. "Mamoa" também seria autuado por porte ilegal de arma e resistência à prisão. A pistola apreendido foi encontrada em sua casa, na localidade de Cajupiranga.

Fotos: Assessoria de Imprensa da Sesed

NOTICIAS DO RN

Autor & Editor

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
biz.