Pinterest

Advertise

Notícias do RN

Editoria

AMARN: Artur Bonifácio defende alternância de poder na Assossiação

Candidato à presidência para a eleição do Conselho Executivo e Fiscal da Associação dos Magistrados do Rio Grande do Norte (Amarn), encabeçando a chapa “Magistratura Integrada”, o juiz da 2ª Vara de execução da Fazenda Estadual e Tributária, Artur Cortez Bonifácio, defende a maior integração em torno da entidade, com a participação de toda a magistratura. O pleito acontecerá no próximo dia 15 de março, das 8h às 17h, no auditório do Fórum Seabra Fagundes, em Lagoa Nova.

“Queremos democratizar a Amarn, fazendo com que todos participem das tomadas de decisões. Só assim iremos construir o resgate do prestígio do poder judiciário potiguar defendendo as prerrogativas constitucionais dos magistrados”, defende Artur Bonifácio, que tem como candidato a seu vice o juiz José Dantas de Paiva, titular da 1ª Vara da Infância e Juventude da Comarca de Natal. Sobre a atual gestão da Amarn, o juiz reconhece que houve avanços importantes. Porém, defende a alternância do comando a entidade e uma maior participação dos magistrados nas decisões.
 
Em entrevista concedida esta semana, o magistrado defendeu propostas para o aperfeiçoamento da Amarn, com destaque para o envolvimento real da magistratura, e pediu aos seus colegas de magistratura que façam uma comparação justa antes de votar. “O magistrado deverá fazer o confronto, analisar a relação de cada candidato com os poderes constituídos representantes da sociedade, deverão avaliar a relação interpessoal com os nossos colegas”, ponderou Bonifácio. “Hoje há uma clara divisão na magistratura, o que não é benéfico para a entidade”, observa. Para o juiz Artur Bonifácio, o ideal neste momento é que seja adotada a prática do rodízio, da alternância, para a oxigenação do poder.
 
HISTÓRICO - Artur Cortez Bonifácio é formado em Direito pela UFRN, tem mestrado e doutorado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e atualmente é titular da 2ª Vara de execução da Fazenda Estadual e Tributária. Autor de vários livros, o juiz também é coordenador do curso de Direito da Faculdade Natalense de Ensino e Cultura (FANEC), além de ser coordenador de ensino da Escola de Magistratura do RN.

Unknown

Somos a Agência de Notícias que há mais de uma década traz as principais Notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo.

Nenhum comentário:

Deixe o seu comentário

Arquivo de Notícias